Google+
3

Encerrando o ano

Posted by Thais Roland on terça-feira, dezembro 20, 2011 in
Ok... último post do ano...

Viajo para os Estados Unidos daqui há algumas horas para passar minhas merecidas férias, mas não podia deixar de agradecer a todo mundo pelo ano super bacana que tive. :)

Além do curso de mecânica, que já citei no último post, acho que a maior realização pessoal do ano foi a turma de estagiários que tivemos na empresa. Finalmente treinei a galerinha toda (fui contratada pra esse projeto e ele não tinha rolado até então) e já entreguei eles pros coordenadores que agora continuarão a ensiná-los.

Estão "na ativa" há tão pouco tempo e já estão me deixando orgulhosa. :) As três garotas da turma se deram muito bem no treinamento e tenho certeza que se sairão muito bem também no trabalho. E alguns dos meninos já estão até atendendo chamados e tudo mais. :)

Todo mundo fez meu ano feliz. Meu marido, meus pais, meus amigos (velhos e novos) e meus colegas de trabalho. Então quero só deixar um mega beijo pra todo mundo e a gente se vê no ano que vem.

Agora vou lá terminar de arrumar minha mala. hehehe

5

Na trilha da graxa

Posted by Thais Roland on terça-feira, dezembro 13, 2011 in
Terminei o primeiro semestre do Técnico em Manutenção Automotiva! :D Só mais três e eu me formo! ;)

É... pensei que teria muitos problemas para gerenciar essa empreitada, mas deu tudo muito mais certo do que eu esperava! Consegui acompanhar todas as aulas sem muitos atrasos e com quase nenhuma falta, aprendi coisa pra caramba,

uma pequena pausa aqui...

Coisa pra caramba meeeeesmo! Levando em conta que antes de começar o curso eu só conseguia identificar carros na rua e uma ou outra peça das partes do motor, a evolução foi absurda! :)

... fim da pausa.

fiz novos amigos que são incríveis e, mais uma vez, renovei minha fé na raça humana vendo que ainda existe pessoas muito inteligentes, competentes e comprometidas de verdade com seus trabalhos (sim, estou falando dos excelentes professores que tive neste semestre e não, não estou puxando saco, até porque já passei em tudo e não preciso de notas ou pontinhos extras. hehehe).

Me diverti muito durante o semestre, desmontei e fucei várias coisas, entendi pra que serve mais um monte de coisas e acabei a etapa com a certeza de que ADORO mecânica! :D

Sobre o SENAI não tem outra coisa pra fazer a não ser elogiar, e muito! Um probleminha ou outro qualquer escola tem mas, pelo menos pra mim, foram probleminhas mesmo. No geral adorei o curso e recomendo o SENAI pra qualquer um!

A parte triste é que trabalhando e estudando fica difícil manter o coitado do meu blog atualizado. Fica difícil até parar pra pensar em temas legais pra posts e talz... mas tudo isso vai valer a pena. Tenho certeza que o curso ainda vai render bons posts por aqui direta ou indiretamente. ;)

É um passinho a mais na direção da minha segunda profissão que, quem sabe, substituirá a atual. ;)

E já que estamos em ritmo de fim de ano, época de fazer aquela maldita listinha de resoluções de ano novo e talz.... façam as suas listas este ano e a executem de verdade! A sensação de começar a fazer alguma coisa que você sempre teve vontade mas nunca teve coragem (ou sempre achou que talvez fosse uma bobagem) é tão boa que vale o sacrifício! Garanto procêis. ;)

Beijocas e até o próximo post.

14

Ficou uma porcaria mas fui eu que fiz

Posted by Thais Roland on quarta-feira, novembro 23, 2011 in , , ,
Pois é... esse é mais um post de coisas que eu me meto a fazer que não são minha função. :)

Há algumas semanas a cuba da pia do banheiro descolou da pedra. Eu tinha uma idéia do que era necessário pra arrumar e, como a pia ficou lá, descolada, durante vários dias, eu ficava fuçando... fuçando... analisava... e resolvi arrumar eu mesma. :D

Hoje fui até a loja de material de construção, comprei massa plástica e fui pro banheiro, toda confiante!

Vai vendo a porcaria!!! Quando a pia descolou ficou cheia de pedaços de massa plástica coladas nela e na pedra.

Esses restos de massa eu tirei com uma chave de fenda e um martelo (aprendi com meu marido a usar essa combinação de ferramentas em "soluções técnicas de contorno").

Depois de tudo limpo preparei a massa plástica em cima de uma caixa de panetone. :) (sou genial ou não? hehehe)

Passei a massa na borda toda da pia usando a chave de fenda, limpei ela e apoiei a pia pra colar na pedra usando o que? Claro! O martelo e a chave de fenda! hahaha. Essa coisa fofa que eu coloquei pras ferramentas não estragarem nada é tapetinho sanitário de cachorros. :)

Esperei ansiosamente durante hoooooooras pra ir lá fuçar outra vez. O moço da loja de material de construção disse que ficava seco em duas horas, mas eu achei melhor esperar umas 3 horas.

Desnecessário dizer que o resultado ficou mega porco, né? E olha só o desfecho:



É, povo... Coisa de Meninos NADA!!!! Ficou porco mas tá no lugar! :D Quem estiver interessado nos serviços da pedreira Thais pode entrar em contato. heuaheuaheuhaeuha

Beijokas, galerinha do mal, e até a próxima! :D

9

Movies that Rock!!!

Posted by Thais Roland on terça-feira, novembro 22, 2011 in , , ,
Tá... eu sei que meio que roubei o nome do post de alguma vinheta ou sei lá o que da KISS FM, mas to sem criatividade então vai ser assim mesmo. :)

O post de hoje é uma lista de recomendações, de filmes que eu já assisti e que falam sobre bandas de Rock and Roll.

O primeiro é The Wall. Clááááássico filme que conta a história de um rock star... assim... digamos... um pouco... como eu posso dizer?... bem... o moço tem problemas.... o que não tem naaaaaada a ver com o Roger Waters, né? hahaha (pros desatentos, essa afirmação foi bem irônica, ok? hehehe) O filme é demais e foi o primeiro filme relacionado aos meus ídolos do Rock que eu assisti em toda a minha vidinha. Então ele tem bastante significado emocional pra mim. ;) Recomendo demais!

O segundo é The Doors. Bem, este foi o segundo filme sobre bandas que eu assisti e confesso que fiquei com vontade de experimentar todas as drogas do mundo! Não acho que essa tenha sido a intenção de Oliver Stone mas sei que não sou a única pessoa que teve essa reação. hehehe. O filme conta alguns episódios importantes da carreira do The Doors e mostra alguns aspectos de cada um dos componentes da banda que são bem interessantes. Vale muito a pena também.

O terceiro é Tommy. Tommy é uma Ópera Rock e, mil perdões para os veteranos do rock que leem o meu blog, mas o filme é tão chato quanto o The Who... :/ Mas sei lá, né? Tem gente que curte e o filme fez um mega hiper ultra sucesso... Então acho que também vale a pena, no final das contas... ;)

Em quarto lugar vem Rock Star. Estrelado por Mark Wahlberg este filme conta uma parte da história do Judas Priest, que não autorizou o uso do nome da banda e, por isso, o filme fala da banda "Steel Dragons". Pra mim, a melhor parte do filme é quando eles colam a mobília do quarto do hotel todinha no teto! hahaha. Dizem que a galera do Judas fez mesmo isso! :D

Minha quinta sugestão é meio complicada... Não se deixem levar pelo modismo das atrizes do filme porque o filme vale mesmo muito a pena. The Runaways tem a fantástica Dakota Fanning interpretando Cherrie Currie e a completamente sem sal da Kristen Stewart fazendo o papel da gloriosa Joan Jett! Parece ridículo, mas até que ela não fez feio não. O filme é bem bacana e conta muito bem também a coisa toda do The Runaways e um pouco do que aconteceu com as garotas depois do fim da banda. Recomendadíssimo.


A sexta sugestão é mega depressiva e duvidosa mas eu, como fã de Nirvana, tive que assistir. Last Days conta como foram os últimos dias de Kurt Cobain até o momento do suicídio. O personagem do filme se chama Blake (como já era de se esperar para evitar problemas com a louca da Courtney Love) mas ele é o Kurt cuspido e escarrado. hahaha. De qualquer forma, a parte duvidosa é que aquele foi um período bem opaco na vida do cantor e ninguém sabe o que se passava dentro daquela cabeça loira... nem os amigos que estavam com ele na casa sabiam o que tava acontecendo exatamente... então o filme fica meio fictício demais, principalmente por ter várias passagens onde o Kurt aparece sozinho, pensando na vida... Mas é interessante.

E é isso! Acho que estes foram os mais marcantes na minha vidinha... agora, o que vocês podem fazer, é me sugerir uma listinha com outros filmes bacanas que contam histórias das bandas que a gente tanto ama! Meu cunhado eu sei que já vai ter uma lista enorme na ponta da língua! hehehe. Que tal uma contribuição?

Beijocas, povo! Boa sessão de cinema e até o próximo post!

7

Espatifando carros

Posted by Thais Roland on segunda-feira, novembro 21, 2011 in , , ,
E aês, povo?

Hoje o assunto (e os vídeos) é para os amantes de carros que têm coração bem forte. Ver carros em salões, exposições e talz é fácil, mas eu queria ver alguém como eu num evento desse tipo:



Demolition Derby é um esporte automotivo típico de feiras estadunidenses. O treco é tão legal que acabou se espalhando pra outros lugares do mundo também e acabaram comuns na Europa mas aqui no Brasil eu não sei de nenhum lugar onde se pratique esse tipo de "corrida".

Na realidade não é uma corrida... o objetivo é só destruir carros mesmo, como o pessoal do Jackass fez bonito com um carro alugado. hehehe



Não sou do tipo de pessoa que se sente confortável vendo carros serem destroçados. Até porque, sempre tem algum carro no meio da bagunça toda que eu gosto bastante. Mas que é divertido é, vai... :)

Acho que eu toparia ir a um evento desse tipo. Fico imaginando o tamanho da diversão que deve ser pros caras que estão no volante!!!! É tipo aqueles carrinhos de bate-bate que a gente ia no parque de diversões, só que com carros de verdade! Pensa que legal!!!! :D



Anyway... qualquer dia desses ainda vou fazer coisas divertidas atrás do volante... até lá, o que me resta é escrever sobre elas. ;)

Beijocas, povo, e até o próximo post!

4

GPS nerd

Posted by Thais Roland on quarta-feira, novembro 02, 2011 in , ,
Imagina o Mestre Yoda ou o Darth Vader himself te dando instruções de como chegar ao seu destino!

Pois é... dêem uma olhada nestes vídeos! São incríveis e eu PRECISO de um Tomtom com estas vozes! heauehuaheua





Beijos, galera, desculpem pelo post curtinho e pela ausência... uma hora isso passa. ;)

0

Senai Casa Aberta

Posted by Thais Roland on quarta-feira, outubro 19, 2011 in ,
Galerinha,

Só pra avisar...

De 20 a 22 de outubro vai rolar o Senai Casa Aberta, onde o povarel todo que quer saber o que rola por lá pode visitar as unidades e xeretar em tudo.

São visitas guiadas com a intenção de apresentar os cursos, a estrutura e tudo mais das escolas pra quem tá interessado em estudar lá.

Portanto......... se te interessa, dá uma olhadinha no site deles pra ver o que cada unidade oferece e aproveita pra ir lá tirar suas dúvidas.

O site do Senai é esse aqui:

Portal Senai

e a matéria sobre o Senai Casa Aberta tá aqui:

Senai Casa Aberta

Beijocas e até a próxima.

4

Meninas que Detonam - Patricia Peck

Posted by Thais Roland on terça-feira, outubro 18, 2011 in , ,
E olha só no que eu fui acabar dando continuidade em super alto estilo!

Depois de assistir uma palestra da renomada advogada Patricia Peck, acabei descolando uma entrevista pra seqüência do Meninas que Detonam. E essa detona animal!

Um super obrigada pra Patricia que foi mega gentil em conceder a entrevista e um brigadão também pra Paula que intermediou a coisa toda. ;)

Sem mais delongas, dêem uma checada no que a moça tem pra falar. ;)

Beijocas!


Perfil

Nome: Patricia Peck Pinheiro
Idade: 36 anos
Humor: sempre bem humorada
Naturalidade: Rio de Janeiro/Brasil
Formação: Direito - USP
Emprego atual: Sócia-fundadora do Patricia Peck Pinheiro Advogados, Patricia Peck Pinheiro Treinamentos e idealizadora do Movimento Criança Mais Segura na Internet
Hobbies: Escrever, viajar, tomar vinhos e frequentar clubes de charuto e Jazz
Twitter: @patriciapeckadv


Entrevista

CMN: Patrícia, você é uma das advogadas mais importantes na área de Tecnologia da Informação. Como se interessou por essa área?

Patricia Peck Pinheiro: Minha carreira começou precocemente aos 13 anos de idade quando entrei em contato com o mundo da tecnologia. Filha de aeroviários (minha mãe era comissária e meu pai piloto da Varig), passava muito tempo sozinha com meus irmão, por conta das viagens deles. A saída encontrada por eles, muitas vezes, era nos entreter dentro de casa com equipamentos de última geração trazidos do exterior. Minha casa era como a do desenho animado Família Jetsons. Coisas que hoje são comuns para nós, na época eram consideradas verdadeiros tesouros modernos. Fomos a primeira família do meu bairro, por exemplo, a ter o precursor do Atari, computador, além de microondas, filmadora, telefone sem fio, entre outras máquinas. O ambiente favoreceu e me interessei sobre como funcionavam aqueles brinquedinhos modernos. Foi aí que pedi para minha mãe um presente bem diferente para a minha faixa etária na ocasião, a assinatura da revista Info Exame. Montei uma rede de contato digital, via BBS, em que trocava informações com colegas e também criava jogos de entretenimento para a comunidade. Em seguida, criei um site chamado Urbanóides, também via BBS, onde colocava à disposição todas as novidades tecnológicas que estavam chegando no Brasil. Também sempre gostei muito de escrever. Ganhei concursos literários na infância e na adolescência (prêmio Pau Brasil de literatura pela USP-Largo São Francisco e pela Universidade Federal do Rio de Janeiro) e por conta deste dom, acabei escolhendo o Direito como profissão. Aos 18 anos ingressei no Largo São Francisco - USP e já naquela época assistia às aulas munida de um laptop. Depois da graduação, me especializei em negócios pela Harvard Business School, fiz MBA em marketing pela Madia Marketing School, com capacitação em inteligência e contra-inteligência pela Escola de Inteligência do Exército e Gestão de Riscos pela Fundação Dom Cabral. Sou autora do livro “Direito Digital” e co-autora do audiolivro e do pocket book "Direito Digital no Dia-a-Dia", “Eleições Digitais – a nova lei eleitoral na Internet” e “Direito Digital Corporativo”, todos pela Editora Saraiva, além de participação nos livros "Direito e Internet II", "e-Dicas" e "Internet Legal". Possuo experiência internacional nos EUA, Portugal, Coréia. Fui condecorada com a Medalha de Pacificador, pelo Estado Maior do Exército, em 2009, e ganhei os prêmios “A Nata dos Profissionais de Segurança da Informação”, edições 2006 e 2008, e “Excelência Acadêmica – Melhor Docente”, pela FIT-Impacta São Paulo. Ministro aulas em diversas universidades como Fundação Getúlio Vargas – SP, na AASP, SENAC-SP, FATEC-SP, Veris (IBTA-IBMEC), além de possuir uma empresa própria de treinamentos que já capacitou mais de 20 mil profissionais no Brasil. Sou fundadora do Instituto ISTART, de responsabilidade social digital, que conduz o “Movimento Criança Mais Segura na Internet”, para formação de professores, pais e alunos no uso ético, seguro e legal da Internet e Novas Tecnologias.

CMN: Pensou em ter alguma outra profissão que não envolvesse a advocacia ou a tecnologia?

Patricia Peck Pinheiro: Sempre gostei muito de escrever. Ganhei concursos literários na infância e na adolescência (Prêmio Pau Brasil de literatura pela USP-Largo São Francisco e Prêmio de Crônica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro). Por conta disso, se não fosse advogada teria seguido carreira de escritora, mas acabei juntando tudo, a tecnologia, o direito e escrever.

CMN: A advocacia não é mais (há muito tempo) uma área predominantemente masculina, mas o campo da Tecnologia da Informação ainda é bastante masculino e machista. Você já sentiu algum tipo de preconceito ou resistência de companheiros de trabalho ou clientes?

Patricia Peck Pinheiro: No início sim, mas sempre fui muito estudiosa, o que ajudou a mostrar que eu tinha conteúdo, conhecimento e isso quebra o preconceito em questão de 5 minutos, basta mostrar serviço, aí o que seria um ponto negativo (ser mulher) virava um diferencial (“nossa, uma mulher advogada que entende de tecnologia”). Transformar preconceito em admiração me ajudou muito, passei a ter bastante recomendação de trabalho pela confiança do resultado que eu era capaz de gerar. Confesso que até hoje há quem se surpreenda com a minha idade, de achar que sou muito nova para já ter tanta história para contar, e é verdade, comecei bem cedo.

CMN: Seus programas para a educação com relação à importância da segurança da informação são uma iniciativa muito interessante. De onde surgiu a idéia?

Patricia Peck Pinheiro: Tive a ideia exatamente por conta do número de pedidos vindos de executivos e de empresas por palestras e cursos ministrados por mim para sanar problemas internos e também para prevenção de incidentes digitais. Além disso, vejo diariamente uma série de lacunas na formação dos profissionais que estão no mercado. Acredito muito no poder de se compartilhar conhecimento, no quanto isso dá retorno para todos os envolvidos. Estamos na Era da Informação! Por eu falar de forma simples, didática, com muitos exemplos (contando casos) passou a ser grande a demanda por palestras não apenas para públicos corporativos, mas para Universidades, Escolas, pais, alunos. A prevenção aos riscos digitais se passa com certeza pela educação, na conscientização do usuário.

CMN: As crianças parecem ser sua maior preocupação quando se trata de educação digital. Você acha que a restrição do acesso das crianças a certos conteúdos da Internet é o recurso mais eficiente para sua proteção?

Patricia Peck Pinheiro: Não concordo com a restrição a conteúdos. Acredito que o caminho não é proibir, mas orientar e supervisionar o uso das ferramentas digitais. Claro que há conteúdos ou sites ou redes sociais mais adequados conforme a idade da criança e cabe aos pais verificar e decidir sobre isso. Os pais precisam saber mais sobre a vida digital de seus filhos, serem mais presentes e participativos, perguntar para o filho “como foi seu dia na rua digital”, que tipo de sites acessou, com que amigos virtuais falou, qual foi o conteúdo mais legal discutido na rede social. Não temos mais que buscar ter controle, temos que ter informação, educar na prevenção, vigiar e agir rapidamente em caso de incidente. Por isso é recomendável o uso de um software de controle parental instalado na máquina para saber o que a criança anda vendo na web, sentar-se com o filho ao computador e dialogar com ele, comentar casos, perguntar que postura ou opinião ele teria sobre situações como cyberbullying, assédio digital, marcar encontro com amigo virtual, uso de imagem, uso de conteúdos, como ele tem feito dever de casa e como deve citar as referências para evitar plágio, que ele não deve compartilhar senha dele nem por prova de amizade, nem de amor, ou seja, como está a conduta dele online. Se os pais não provocam o assunto, não perguntam, o silêncio é o que impera, e fica parecendo que não há problemas, até ocorrer algo grave. Tem que interagir.

CMN: Quais são seus planos como advogada e com relação às suas iniciativas sociais de educação digital?

Patricia Peck Pinheiro: Sempre tive um lado empreendedor muito forte, quero continuar a produzir e compartilhar conhecimento sobre Direito Digital e sobre Educação dos jovens nesta nova era, se possível, fazer crescer o Movimento da Criança Mais Segura na Internet até que vire matéria obrigatória em toda sala de aula de escola pública ou particular no Brasil. Inovar com qualidade e atender as novas necessidades da Sociedade são meus objetivos, em especial, continuar a escrever e a dar palestras que me dão grande satisfação, pois consigo chegar mais perto das pessoas, participar e contribuir com suas vidas diretamente. Acredito em uma advocacia mais comprometida com responsabilidade social e sustentabilidade.


CMN: Alguma consideração final?

Patricia Peck Pinheiro: Espero que o assunto continue sendo de interesse de todos e quem precisar conhecer ou saber mais pode ter um contato direto comigo nas redes sociais: twitter: @patriciapeckadv

6

Como andam as coisas

Posted by Thais Roland on quarta-feira, outubro 12, 2011 in ,
Opa! Olha eu aqui outra vez! Um post por mês é justo, né?

Hahahaha... ok ok ok.. podem me xingar a vontade. Mas eu ando sem tempo... então, vivam com isso. ;)

De qualquer forma, eu tinha que dar um status de como estão as coisas no curso do Senai, né? :)

Estão ÓTIMAS! O curso tá incrível, as aulas na oficina estão demais (principalmente as do psor Borodai e do psor Leandro) e eu to aprendendo muita coisa mesmo!

Imagino que o curso esteja bem básico pro povo que já conhece alguma coisa de mecânica, mas pra mim está perfeito! To aprendendo um monte de coisas interessantes e entendendo como cada parte do carro funciona. Aí a gente vai pra oficina e vê as coisas, desmonta, mede, testa, monta tudo de volta....... beeeem legal!

O próximo passo é arrumar um estágio na área. Quinta-feira eu vou tentar chegar em tempo pra falar com o pessoal da Codema (concessionária da Scania) que vai pro Senai selecionar uma galera pra fazer estágio com eles. Mesmo se não conseguir (chegar em tempo ou uma vaga com eles) já começarei a procurar alguma coisa pra começar logo em janeiro.

Logo logo estarei trabalhando de macacão, toda suja e feliz da vida! :D

Pra deixa-los com um gostinho do que anda acontecendo no curso, fizemos uma aula com o Borodai para abrir um alternador, testar algumas coisas nele e montar de volta. Rolou mais ou menos assim:



O som do vídeo tá horrível, mas o legal é que tem um monte de gente mexendo no treco de uma vez, que é bem como rola na oficina mesmo. hahaha

E pronto... volto em breve. ;) Beijocas procêis.

6

Memórias de uma formiga

Posted by Thais Roland on segunda-feira, setembro 12, 2011 in , ,
Oi! Meu nome é Thais e eu sou viciada em açúcar.

Na verdade, como diz o meu amigo Diogenes, eu sou viciada em vícios. Hahaha! Mas acho que o açúcar é um dos mais marcantes.

Durante muito tempo, nem água pura eu não tomava! Tinha que ter uma colherinha de açúcar pra dar aquele gostinho bom que a água simplesmente não tem. :) Mas não é só isso... tenho um longo histórico de assalto à recipientes com coisas doces desde criança, quando dava colheradas dentro da lata de leite ninho e fugia com aquela bolotinha doce toda grudada no céu da boca ou quando atacava o frasco de Biotônico, que minha mãe preparava com um monte de tralhas e leite condensado.

Essas lembranças todas começaram ontem, depois que lembramos (eu e minha mãe) no carro de quando eu passei mal a noite toda após uma perversão chocolatística numa páscoa qualquer. :) Eu e meu pai comemos tanto chocolate de uma só vez que passamos a noite tooooooda vomitando as tripas enquanto minha mãe cuidava dos dois desajustados.

Qualquer pessoa normal pararia de comer chocolate pra sempre - em geral, as pessoas nunca mais voltam a comer alguma coisa que as faz passar mal - mas eu não... no dia seguinte já estava comendo uma barrinha outra vez pra "me recuperar da noite mal dormida". hahaha

Mas a coisa não pára por aí não... na época do colegial eu só comia pão com manteiga e açucar no café da manhã, religiosamente, assim que chegava na escola e, anos mais tarde, quando já morava sozinha, comia aquelas bolinhas que se formam no açucar quando esquecia de comprar coisinhas doces no mercado.

O cúmulo da loucura foi quando um batalhão de formigas invadiram meu apartamento em São José dos Campos e começaram a carregar, sabe deus pra onde, todo o meu açúcar pra longe de mim. Não tive dúvida! Enfiava a colher no pote pra colocar o açucar no café e engolia todas as formigas que vinham na colherada! Elas comiam o meu açúcar, eu comia elas... Achei justo.

Nos últimos dois meses emagreci sofridos 8kg! Fiz um esforço sobrehumano (ou, pelo menos, sobreThaisístico) e diminuí drasticamente o consumo de açúcar (inclusive de chocolate) neste período. Achei que ia morrer, mas devo confessar que fiquei bem satisfeita com o resultado final. ;)

Agora que só preciso manter o meu peso, me dei ao luxo de fazer um belo brigadeiro, com chocolate Godiva, que meu marido tinha me dado e eu ainda nem tinha aberto, e saborear como se fosse o primeiro brigadeiro que já comi na minha vida. Hummmmmm..... vou dizer pra vocês.... senti a brisa do paraíso no meu rosto enquanto espremia a colheradinha de brigadeiro contra o céu da boca, de olhos fechados! Amor puro! Ai ai!

Olha aqui a carinha do brigadeiro (só pra fazer vontade mesmo. heuaheuaheauhe)

Pra fechar o devaneio açucarado, deixo pra vocês a receita do sanduiche que eu mais comia quando era solteira e morava sozinha:
- Pão de forma - Manteiga - Queijo branco - Banana Passar a manteiga nas duas fatias de pão, cortar a banana na metade e acomodar as metades dentro do pão, cobrir com uma fatia de queijo branco, esquentar na sanduicheira até o pão ficar douradinho e saborear acompanhado de uma Coca-Cola bem geladinha. :)

Pronto. Agora podem ir lá comprar uma barrinha de chocolate e voltar aos seus afazeres. ;)

Beijocas e até o próximo post! Adoro vocês! :D

0

E a inversão de papéis continua...

Posted by Thais Roland on domingo, setembro 04, 2011 in , , , ,
E aês, galera! Tudo bacaninha com vocês?

Como podem imaginar, minha vidinha não tá fácil com essa coisa de voltar a estudar. O trabalho duro continua durante o dia e as aulas, apesar de muito muito muito legais mesmo, ocupam as noites, não sobrando tempo quase nem pra tuitar mais. hehehe

Mas olha só que interessante... neste meio tempo (e pra complicar ainda mais a minha vida), ficamos sem faxineira aqui em casa. A mulher que vinha a cada 15 dias limpar a zona e passar nossas roupas resolveu que não tava mais afim e nos abandonou... :/

Até tentamos uma pessoa que ela mesma nos indicou, mas não deu muito certo.

Uma coisa é certa: não tá nem um pouco fácil arrumar uma faxineira em Sampa. Ainda mais alguém de confiança e que trabalhe direitinho. Por isso ficamos quase três meses sem ninguém, enquanto eu ia dando um jeitinho na sujeirada e na roupa da maneira que podia.

Finalmente, meu pai indicou uma pessoa. Um rapaz que trabalha na mesma empresa que meu pai. Isso mesmo! Um rapaz! :)

Combinamos com o moço para fazermos um teste (pra ver se a gente ia gostar dele e ele da gente, né... afinal de contas, arrumar nossa bagunça não é pra qualquer um. hahaha) e deu certo! Agora temos um homem vindo à nossa casa, a cada 15 dias, para limpar tudo e passar nossas roupitchas. :)

To adorando! O moço é muito bonzinho, trabalha super bem, gosta dos nossos cachorros e faz o trampo muito melhor do que qualquer mulher que já veio aqui em casa!

São os homens tomando os lugares das mulheres enquanto as mulheres tomam os lugares dos homens... Faz todo sentido, né não? ;)

Assim que tivermos mais intimidade com ele, vou pedir pra ele preparar um almoço pra nós... Ele já disse que também sabe cozinhar e que é muito bom, inclusive. hehehe. Aí aviso pra vocês como foi. ;)

Beijocas, galera! E até o próximo post! Logo logo coloco mais coisas do curso de mecânica por aqui.

Hasta la vista, Baby!

6

Sexo, Drogas e.... não só o Rock N' Roll

Posted by Thais Roland on segunda-feira, agosto 01, 2011 in , , ,
Conforme prometido no post Curiosidades Musicais - referências...

É fácil chamar roqueiro de maconheiro... até rima. Mas o abuso de drogas não é exclusividade do bom e velho RNR e artistas de outros estilos fazem músicas em homenagem aos seus vícios tanto quanto nossos queridos cabeludos com calças de couro.

Ok... a gente ganha em volume...

I Wanna be Sedated do Ramones, Master of Puppets do Metallica, Confortably Numb do Pink Floyd, Mr. Brownstone do Guns N' Roses, Hurt do Nine Inch Nails, Bad do U2, Space Oddity do David Bowie, Mountain Song do Jane's Addiction, Sweet Leaf do Black Sabath, Dr. Feelgood do Mötley Crüe, Under the Bridge do Red Hot Chilli Peppers, Lit Up do Buckcherry........... a lista é gigantesca...

Quando se trata da galera dos anos 60 e 70 então... vixe maria! Cocaine do Eric Clapton, Hotel California do Eagles, Cocaine Blues do Johnny Cash, Needle and the Damage Done do Neil Young, Mother's Little Helper e Brown Sugar do The Rolling Stones, King Heroin do James Brown, The Pusher do Steppenwolf, Heroin do Velvet Underground, Lucy in the Sky With Diamonds e Daytripper do The Beatles, Purple Haze do Jimi Hendrix, White Rabbit do Jefferson Airplane e vai looooooonge essa lista também!

Mas aquele monte de gente que seus pais dizem que são músicas de verdade, e não essa barulheira que você ouve e sei lá mais o que também são beeeem chegados num alucinógeno.

Alguns exemplos? Lá vai...

Fire and Rain - James Taylor
I'd Rather Go Blind - Etta James
Wacky Dust - Ella Fitzgerald
Let's Go Get Stoned - Ray Charles
Whiter Shade of Pale - Procol Harum (é... pois é...)
Cloud Nine - The Temptations
Medicine Jar - Paul MacCartney (acha que ele se redimiu depois que saiu do Beatles e ficou velho? NADA!!!)

E a lista também não fica pequena não, viu! Não vou me arriscar muito numa lista de nacionais porque não é o meu forte, mas tem coisas também... e coisas bem descaradas, tipo a música Lança Perfume, da Rita Lee, junto com outras coisas mais camufladas, tipo a música BR3 do Tony Tornado que chegou a ganhar um festival!!!

Há até quem diga que a música infantil Puff the Magic Dragon faz referência ao uso de maconha. Os autores da música negam até a morte e dizem que a inspiração saiu de um poema. Mas vai saber, né? ;) Que a música deixa a criançada contente isso deixa mesmo! Se liga na vibe da garotinha no início do vídeo! :D



O duro é saber que, não importa o que a gente diga, roqueiro sempre vai ser o maloqueiro da história... Preconceito e hipocrisia dominam o mundo e não tem muito o que se possa fazer a respeito.

De qualquer forma, a pesquisa pra esse post foi divertidíssima! Demorei hooooras pra montar ele porque assisti quase todos os clipes das músicas do post no Youtube! hehehe

Beijocas e até a próxima!

4

Cerveja bem... ::)

Posted by Thais Roland on sábado, julho 30, 2011 in , , ,
Dando uma aliviada nos posts "mão na graxa", vou atender (bem... meio que atender) ao pedido do meu caro colega Borges e falar de cerveja no Coisa. ;)

O "meio que atender" é porque eu dei uma modificada básica na idéia original dele pro post. hehehe. Temos um amigo que entrou nessa onda de fabricar cerveja. O Davi já está produzindo a própria cerveja há algum tempo e jura que ainda vai me convencer de que o treco é bom. :)

Pensando no assunto, fiquei curiosa em saber se a mulherada também tá aderindo à moda. Curtir uma cervinha já não é mais exclusividade masculina há muuuuuito tempo (né, Fabis? hehehe). Mas será que elas estão fazendo as suas próprias geladas agora?

E estão!

Numa rápida busca pelo glorioso Google achei alguns textos citando grupos de mulheres que estão produzindo cerveja artesanal e estão se dando muito bem!

A FemAle Carioca é uma delas. Segundo o blog delas, as meninas decidiram experimentar aquele monte de cerveja diferente que a gente vê nas prateleiras dos supermercados e a coisa deu tão certo que agora já produzem suas loirinhas, moreninhas e ruivinhas também. :)

Outro grupo que se deu bem na empreitada é o Confece (Confraria Feminina de Cerveja). Este é mais antigo! Estão na ativa desde 2007 e o forte das garotas é mesmo a degustação, mas se arriscam a fazer umas experiências com a cevada. :)

Mas a TOP TOP mesmo é a Cilene Saorin. Essa leva à sério meeeesmo o lance da cerveja!!! Ela é mestre cervejeira formada pela Universidade Politécnica de Madri, manolo! Essa aqui manda bem na arte! Atualmente ela é consultora, professora, escreve sobre o assunto e ainda é Presidente da Associação Brasileira dos Profissionais em Cerveja e Malte! Fala verdade! :)

O que falta agora é um grupo de homens especializados em degustar cervejas produzidas por mulheres. ;) Seria uma combinação e tanto, hein! hehehe

E por hoje é só, pessoALL! Até o próximo post! Beijocas!!!

6

Primeira aula na oficina!!!

Posted by Thais Roland on terça-feira, julho 26, 2011 in , ,
To de volta, povo! :D

Mais uma vez, para falar do curso do SENAI (é... vão ser vários até a empolgação passar e eu começar a postar só coisas importantes mesmo e interessantes pra vocês... por enquanto, vão ter que me aguentar surtando. hahaha).

Ontem tive minha primeira aula na oficina! O professor levou parte da turma pra lá pra analisarmos uma bateria e medirmos a densidade do eletrólito (a solução ácida que tem dentro da bateria).

Formamos grupos de 5 pessoas e tiramos uma bateria de um caminhão, analisamos o lugar onde ela fica e os cabos e terminais, abrimos a bateria e usamos o densímetro pra ver se ela estava bacana ou não (e não estava. hehehe)

Aqui foi de onde tiramos a bateria. Esse treco branco grudado nas laterais significa que tinha ácido vazando da bateria (não da que nós tiramos, pois esta estava limpinha).

Aqui vemos que o terminal negativo da bateria está quebrado. A porca que prende o cabo na carroceria também estava solta.

Aqui é a bateria já na bancada e preparada pra abrirmos as galerias e fazer a medição da densidade do eletrólito.

E aqui é o professor ensinando a gente a verificar a densidade do eletrólito usando um densímetro. Não se faz mais isso... em geral, deu problema na bateria, troca, mas é legal saber como funciona a coisa toda. :)

O professor disse que é muito importante que se desligue o carro, tire a chave do contato, feche as portas e aguarde uns 5 ou 10 minutos antes de tirar a bateria, pois alguns carros com eletrônica computadorizada podem ter problemas de desconfiguração (ele ressaltou os carros franceses).

Além disso, ensinou que temos que tirar primeiro o pólo negativo da bateria e depois o positivo e disse que a prática de passar graxa neutra ou vaselina nos pólos das baterias é uma medida para impedir o vazamento de ácido pelos pólos (que faz os pólos oxidarem e o pessoal chama de zinabre), mas que isso só acontece com baterias vagabundas. :)

Em resumo, a primeira ida à oficina foi o mais simples possível, mas foi DEMAIS! :D

Aguardem novidades. Beijos e comportem-se. ;)

8

E já comecei a aprender porcarias :)

Posted by Thais Roland on segunda-feira, julho 25, 2011 in ,
Pois bem... agora é oficial! Estou cursando o Técnico em Manutenção Automotiva no SENAI. :D

As atividades começaram na terça-feira, quando apresentaram a escola, as regras e essa coisa toda. Na quarta nos apresentaram os professores e demos uma passeadinha pela escola. E nessa passeadinha....... SENHOR GZUIS CRISTU!!!!!! Que oficina é aquela? :D :D :D É muito impressionante!!!! Muito mesmo! Quando começar a ter aulas lá vou tirando fotos e colocando aqui pra vocês verem.

Os professores são mega gabaritados e super receptivos. Na quinta-feira já começamos a ter aula de verdade e o professor Daniel já deixou escapar a primeira porcaria que a gente aprendeu. :) Que o pessoal resolve problemas de barulho no diferencial com banana verde. Isso mesmo... tá fazendo barulho no diferencial, enfia um monte de banana verde que "resolve". hahaha

Mas sério... O curso já começou bem legal, mesmo tendo aulas de português na sexta-feira. hahaha. Sorte que o professor é muito gente boa e não vai matar a gente de tédio em pleno pré-final-de-semana. hahaha

Esta semana vai ser a primeira de aula completinha e vou ter uma idéia do que vou aprender neste semestre. Aí coloco outro post pra vocês. Tenho certeza que muita gente vai ficar com água na boca pra estudar lá também! ;)

Beijos procêis e até o próximo.

4

Certificação honesta, satisfação garantida

Posted by Thais Roland on domingo, julho 24, 2011 in , , , ,
E aês, povo?

To mega ansiosa pra contar pra vocês como tá o curso de Mecânica, mas antes, preciso tratar de um outro assuntinho.

Quem me segue no Twitter já tá sabendo que fechei meu CCNP na sexta-feira. Finalmente fiz a quarta prova e agora sou Cisco Certified Network Professional oficialmente! :D

Mas o importante não é isso... O importante é que enrolei tanto pra fazer essa prova que minhas certificações TOOOOODAS da Cisco estavam para vencer. Se eu não fizesse a prova até o fim deste mês ia virar um NADA no mundo Cisco. Quando o desespero bateu eu fraquejei forte e pedi pra alguns colegas um link pra um TestKing ou Pass4Sure da vida.

Nesse momento, um dos meus amigos, meu caro Sandro Leite (do Netfinders Brasil) me deu uma bronca, me lembrou que eu nunca apelei pra essas porcarias na minha vida e que não tinha que ser agora.

Valew, Sandrovisky! O chacoalão ajudou muito!

Desisti da trapaça e resolvi estudar que nem gente grande, como sempre fiz, e me dei bem. Passei na prova com 825 pontos e saí da sala de certificação mega satisfeita comigo mesma.

Dou bronca em todo mundo que me pede P4S, vou continuar dando e fiquei muito contente em levar uma bronca quando achei que esse tipo de solução seria legal.

Pra quem não sabe, Pass4Sure e TestKing são empresas especializadas em reunir as questões que fazem parte das provas de certificação, colocam num PDF ou num sistema que simula a prova de certificação. Como são EXATAMENTE as questões da prova, estudar por estes meios e ir fazer a prova certifica ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE que você é bom em decorar questões. Mais nada!

Nada justifica o uso destes recursos pra conseguir uma certificação. Nada mesmo. Depois da bronca do Sandro eu li o livro do material da prova (o livro oficial, da Cisco Press) e fiz simulações de laboratórios usando o Dynamips (com um módulo de switch). Tudo isso em uma semana e pronto. Fiz a prova, passei e agora eu realmente adquiri o conhecimento.

É bem verdade que o que entra primeiro na empresa é o seu certificado, mas pense que será muito mais vergonhoso você ser aprovado numa seleção porque tem o certificado e depois as pessoas descobrirem que você não sabe absolutamente nada e que conseguiu sua certificação com TestKing.

Portanto, consigam suas certificações honestamente e sejam felizes. ;) E, meus caros alunos, PAREM DE ME PEDIR ESSAS PORCARIAS! Adoro vocês. :)

Beijos e até a próxima.

10

Rock and Fucking Roll, baby!

Posted by Thais Roland on quarta-feira, julho 13, 2011 in ,
Não tinha como eu deixar de escrever hj, né?

História do Rock vocês vão ver em qualquer site ou canal de TV que fale sobre música, então não faz sentido eu fazer isso aqui também.

Na verdade, não faz sentido falar sobre Rock and Roll. Rock você sente! Como qualquer outro tipo de música. Acho que a diferença é que não existe nenhum outro estilo de música que une as pessoas do jeito que o Rock une.

Os "outsiders" podem dizer o que quiserem. Podem dizer que somos um bando de garotos perdidos, podem dizer que somos drogados, que somos adoradores do diabo, que nenhum de nós presta, que somos uma geração perdida...................... mas a verdade é que ninguém é mais feliz do que nós: roqueiros do mundo! :)

Nem precisa muito. Basta vestir a camisa da sua banda preferida e dar uma voltinha na rua. É CERTEZA que você vai ouvir um "e aí, mano! rock and roooooollllll" de um completo estranho na rua e ele vai te dizer isso com um sorriso enorme na cara! E só o Rock faz isso com as pessoas.

A gente vira tipo uma família e é bem isso mesmo! Todo mundo se dá bem quase o tempo todo, mas sempre tem aquelas fases em que um fala mal da banda preferida do outro, aí todo mundo briga e parece que vai ser o fim de tudo.... daqui a pouco tá todo mundo ouvindo uma banda qualquer juntos outra vez e a briga acabou. Bem coisa de irmãos. Aliás eu, como filha única que sou, só encontrei irmãos neste meio mesmo. Irmãos que cuidaram de mim quando eu era adolescente e queria ir em shows, irmãos que cuidaram de mim simplesmente quando eu tava na rua até tarde, irmãos que cuidaram de mim quando eu me envolvia com as pessoas erradas... enfim... irmãos.

Esse era o meu tipo de irmão.

Esse era o meu tipo de "encrenca" em que me metia. hahaha

Esse era nosso tipo de brincadeira. :)

Mas pra mim, o auge do Rock and Roll são os shows. Alí sim é onde todo mundo está em harmonia com todo mundo sem limites! Se o mundo fosse um grande show de Rock o tempo todo não teríamos mais problemas. Nunca mais!

Quando era adolescente esses caras aí da primeira foto (e mais uma galerinha hehehe) me levaram nos meus primeiros shows.

Rock contra Fome, em 98, com o Sepultura. Foi o primeiro show com o vocalista Derrick no Brasil. O show foi incrível! Eu tava com 18 anos, estava com os meus melhores amigos e estava vendo a única banda brasileira que eu respeitava!

No mesmo ano fomos ao show de aniversário da 89FM (quando ela ainda era a Rádio Rock... ô saudades) pra ver Iron Maiden. Nunca gostei de Iron e o show foi uma desgraça! O vocalista nem era o Bruce... era aquela porcaria do Blaze e choveu que nem o dia do dilúvio! Eu odiei cada segundo! Mas estava com a galera, então tava tudo bacana. hahaha

E mais uma vez em 98 eles me levaram ao glorioso Monsters of Rock! Esse sim! Foi o primeiro show monumental da minha vida e me lembro dele como se tivesse sido ontem! Vimos Dorsal Atlantica, Korzus, Savatage, Saxon, DREAM THEATER, Manowar, SLAYER e o best of the best MEGADETH!!!!!!!!! Quem fechou a noite foi Slayer, logo depois de Megadeth, mas eu sempre amei Megadeth e, pra mim, foi O SHOW DA NOITE! Fiquei tão perto dos caras que se o Dave cuspisse cairia em mim! JURO! Eu tava na grade do palco, na época que ainda não tinha essa palhaçada de "pista vip". Meu! Sério! Foi um show inesquecível demais!

Com essa galera também fui a shows menores, principalmente em Mogi das Cruzes. Vi a porcaria do Raimundos (alguém pagou meu ingresso, porque eu não queria ir de jeito nenhum), vi Charlie Brown Jr (eles tinham lançado o primeiro CD e a galera gostava deles... eu até achava legalzinho...) e vimos Angra! Esse foi outro show incrível! Pouquíssima gente conhecia os caras em Mogi, então o show tava mega vazio. Tanto que batemos um papo com os caras... eles sentados na beirada do palco, no fim do show e a gte na frente deles, alucinados por estarmos falando com o Andre Mattos, o Kiko Loureiro e o Rafael Bitencourt! Senhor!!!! Era um sonho!!! :) (ah, sim... o Kiko é mesmo insuportável. hahahaha)

Em Mogi das Cruzes ainda perdi a oportunidade de assistir um show do Planet Hemp (eu já tava com o ingresso comprado! e uma maldita associação de sei la o que fez a prefeitura proibir o show) e RAMONES! Eu não consegui DINHEIRO PRA IR AO SHOW!!!! Não acredito até hoje que perdi a chance de ver um show do RAMONES! Sério! Dá vontade de cortar os pulsos!

Bem... depois dessa fase os show pararam um pouco de fazer parte da minha vida. Comecei a me dedicar à faculdade, trabalhar e talz...

Voltei a ir em show a pouco tempo e me lembrei de como é bom! Agora tenho pra mim que não posso mais perder oportunidades porque shows valem cada segundo e cada centavo!

Recentemente vi Velvet Revolver (num show que eles abriram pro Aerosmith, em 2007). Foi a maior emoção da minha vida, ver o Slash pela primeira vez, lá longe! Mas alí! No mesmo lugar que eu! Neste show fui com o Flávio (meu cunhado) e com o Guilherme (filho do Flávio) e fomos de arquibancada (eu eu não gosto, mas estávamos com o Gui, então.... enfim...). Curti demais! O som do show na arquibancada nunca é muito bom, mas a energia da galera é igual em qualquer lugar.

Com o meu marido fui ao show do Bon Jovi (sim! arrastei ele pra lá e no fim ele curtiu tbm. hehehe). Estávamos com um casal de amigos também (o Victor e a Bel) e fomos de pista! Aí sim, você SENTE o show! :) Foi demais! Cantei, gritei, pulei! Enlouqueci! :) AMEI!

Também fomos ao show do U2 que TAMBÉM foi incrível! Neste fui com meu marido, com o Thiago Valsani e com a Giovanna (irmã do Victor). Pista novamente. Outra emoção sem fim novamente. Estávamos bem perto do palco e aquele povão todo em volta, cantando, pulando, se espremendo, chorando (sim... tinha bastante gente chorando). Foi genial!

Em lugares fechados fui ao show do Slash, com meu pior melhor amigo Garcia e a esposa dele. :) Meu marido chegou mais tarde (estava trabalhando) mas ainda em tempo de ver o show completo. Foi na casa de shows do HSBC, mas também foi demais! Pista mais uma vez, claro. E me ACABEI DE CHORAR porque estava tão perto do Slash, num show onde o foco era única e exclusivamente ELE! Chorei quando ele tocou músicas do Guns antigo e chorei demais quando ele tocou o tema do Poderoso Chefão! Não tem nada nesse mundo que defina a perfeição do Slash melhor do que isso! Morri pra sempre!

E, sério.... fui SOZINHA ao show do Mötley Crüe e do Buckcherry que aconteceu no Credicard Hall. hahahaha. Nesse fui de platéia superior (ou seja, cadeirinhas ridículas) mas não teve jeito. Meu marido não ia me deixar ir na pista de um show do Mötley sozinha JAMAIS! hahaha O show também foi demais e também me esguelei lá em cima! Tenho certeza que o Nikki Sixx me ouviu! :) hahaha

Ainda me falta ver Guns N' Roses (que eu fui muito burra e deixei de ir na última vez que eles estiveram em Sampa). Não importa o que digam, eu admiro o Axl e ainda preciso ver o cara cantando ao vivo. Podem julgar a vontade, modafokers :) Também preciso ver Matchbox Twenty (esse acho que vai ser mais difícil, mas eu ainda consigo) e...... Marilyn fuckin' Manson! Again, podem julgar a vontade, mas eu gosto pra caramba do cara e VOU A UM SHOW DELE E PONTO FINAL! :)

Bem... a moral da história é: curtam a música que vocês quiserem! Eu vou hoje pra um Karaoke Rock n' Roll com a Tuka pra comemorar o dia enquanto vocês vão pras suas camas seguras e quentinhas e eu quero mais é que se @!#%!$#$%#$@##$%!@#!@$%@#%ˆ&##$!!@#%$@!@

ROCK AND ROOOOOOOOOOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL

UPDATE: Esqueci, mas também já fui a um show do Capital Inicial e um do Ratos de Porão. hehehe

10

Pequenas porções de amor

Posted by Thais Roland on sábado, junho 25, 2011 in , ,
É claro que eu to falando de chocolates! Não tem nada no mundo que contenha mais amor do que um belo bombom recheadinho com uma cereja mergulhadinha no licor.

Mas algumas destas porções têm muito mais amor que outras. Você só não sabe disso ou não tem dinheiro pra comprar todo o amor que gostaria de ter.

Parando de filosofar e indo direto ao ponto......... Não é novidade que eu sou chocólatra e, por causa disso, consumo qualquer tipo de chocolate, por mais vagabundo que seja. Na verdade, num momento de desespero, até um Dizioli me serve.

Mas eu sei o que é bom nessa vida e esses momentos de desespero não afetam o meu refinado paladar para esta maravilha do mundo.

Durante muitos anos achei que Lindt era a prova maior da existência de uma Deusa (só mesmo uma mulher pra inventar tal delícia) e achava que a Suiça sempre seria o berço de qualquer chocolate que realmente valesse a pena.

Mas que nada! A Bélgica manda muito melhor! Muito melhor mesmo! Humilhantemente melhor! Ridiculamente sensacionalmente melhor! (ok... parei...)

Minha primeira descoberta neste sentido foi o magnífico Godiva. O sabor desse chocolate é tão intenso que qualquer chocólatra de verdade sente uma lágrima tentando sair do olho na primeira mordida.

Agora...... nada tinha me preparado para o verdadeiro melhor chocolate do mundo!

Em maio encarnei a guia turística e fui com meus pais para Paris. Providenciei roteiro de viagem, bilhetes de metro, mapas, traduzia as coisas que eles precisavam.... enfim...

Pra retribuir a atenção meu pai preparou uma surpresa. Num dos dias demos uma saidinha do roteiro e chegamos a esta loja:

Pierre Marcolini é simplesmente a Bélgica sendo o Jardim do Édem mais uma vez! O chocolate é tão fino que não é vendido em barras (nem barrinhas pequenas). São apenas bombons. Um mais delicioso que o outro! Eles têm até bombons com flores! Flores de verdade! Rosas, violetas e talz...

Não dá pra dizer que Godiva tenha virado um chocolate comum depois disso, mas tenho que confessar que perdeu um pouco do brilho depois de Pierre Marcolini! Além disso, como eu só vou poder voltar a experimentar Pierre quando voltar a sair do país, então Godiva continua sendo o máximo do prazer chocolístico a que posso ter acesso com menos dificuldades. :)

Ainda assim........ Lindt também continua sendo uma experiência fora do comum para o dia-a-dia e é vendido no Pão de Açúcar. Ou seja, dá pra comprar tipo um por mês. :) O Pão de Açúcar também vende um chocolate chamado Droste. Ele é Holandês e é uma DELÍCIA!

E ainda... se você quer chegar mais perto das delícias da Bélgica por um valor honesto, tem o chocolate Jacques, que é vendido no Wallmart, é belga de verdade e bem barato. Claro que não dá pra comparar com Godiva, mas já é possível perceber a diferença com o que estamos acostumados.

É isso, povo. Um post mais que gostoso pra vocês se deliciarem. :) E lembrem-se: chocolate branco NÃO é chocolate e Cacau Show é uma afronta pro paladar de qualquer indivíduo com um pingo de respeito por chocolates (é tipo a Pepsi dos chocolates). ARGH!

Beijocas e até o próximo!

2

Garantindo a segurança

Posted by Thais Roland on quinta-feira, junho 23, 2011 in ,
O próximo passo foi dado: já comprei os equipamentos de segurança para o curso de Manutenção Automotiva do SENAI.

Todos eles possuem Certificado de Aprovação (CA) válido, que é uma exigência do SENAI.

O CA é muito importante nos EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) em qualquer trabalho que os exija. Botas, luvas, capacetes, óculos, protetores auditivos..... todos eles são a diferença entre um trabalho tranquilo e um membro a menos no corpo. O fato de o equipamento ser certificado assegura que você está realmente protegido.

O número do certificado deve estar em alguma parte do equipamento:

e, por causa da importância do certificado, é possível verificar sua validade no site do Ministério do Trabalho, no link Certificado de Aprovação.

No meu caso, tive que comprar meus próprios equipamentos de segurança, mas para quem trabalha com coisas perigosas, onde EPIs são necessários, a empresa é obrigada a fornecer tais equipamentos. São obrigados, inclusive, a oferecer equipamentos CERTIFICADOS mas depende do funcionário exigí-los e conferí-los, afinal de contas, são os SEUS olhos, mãos, pés, ouvidos, etc que estão em jogo, certo? ;)

Pra fechar, minha sugestão de loja para a compra de tais equipamentos (em Sampa) é a SOMHAR, que fica na R. Florêncio de Abreu, 680, bem pertinho da estação Luz do metro. Os caras só trabalham com equipamentos certificados e o antendimento é 100%.

Agora não tem mais desculpa pra se machucar no trabalho (ou no curso). ;)

Beijocas e até o próximo post.

4

Para fotógrafos... mas também pros meros mortais

Posted by Thais Roland on terça-feira, junho 21, 2011 in , ,
Os donos de iPhone têm agora, além do Instagram, o Shnap para se divertirem compartilhando suas fotos com o mundo.

Não sei qual foi a intenção inicial dos desenvolvedores destas apps mas vejo as duas de maneira bem diferente.

Comecei a usar o Instagram para publicar fotos do dia-a-dia. Na verdade, a grande vantagem que vi no Instagram foi a junção de funções. Pra mim era o máximo publicar a foto no Twitter e já fazer o chekin no Foursquare "tudo junto de uma vez" no mesmo aplicativo. Até porque, nunca fui muito de usar o Foursquare. Com o Instagram, além de fazer chekins com mais freqüência eles ficavam mais legais por sempre terem uma fotinho. :)


Já vi gente dizendo que o Instagram era pra ser uma app pra fotógrafos compartilharem seus trabalhos e que acabou virando meio que um Orkut de fotos. Se era mesmo pra ser uma rede social para fotógrafos, falhou terrivelmente. hahaha

De qualquer forma, foi uma febrezinha que passou pra mim. Atualmente não coloco mais fotos no Instagram e mal abro a app... Sei lá... me cansei dele...

A nova onda é o Shnap. Esse é altamente viciante! Mas não é mesmo pra fotos triviais. Nesta app as pessoas classificam suas fotos e as pessoas podem ser crueis! hehehe


As classificações são Meh (para fotos meia-boca), Cool (para fotos legais), WTF (para fotos absurdas), LOL (para fotos engraçadas) e Wow (para fotos demais de legais) e digo que as pessoas podem ser crueis porque quase todas as fotos de criancinhas, postadas por pais corujas ganham Mehs, a não ser que sejam realmente engraçadas pra ganhar um LOL. Fotos de flores e paisagens também levam Mehs sem dó! E até fotos de cachorrinhos e gatinhos levam os maldosos Mehs se não forem engraçadas...

Ou seja, o Shnap não é pra fotos da namorada, nem dos amigos na balada, nem do prato que você está comendo como é o Instagram. É uma app pra exercer a criatividade de verdade e por causa disso, acho que dá pra se divertir muito mais.

Eu to curtindo e recomendo. Espero que gostem também e se instalarem é só me procurar (thaisfr) por lá. Beijocas!

2

Thais Cheia de Graxa

Posted by Thais Roland on domingo, junho 19, 2011 in
No mês que vem começa mais uma fase da minha vida. Vou voltar a estudar e tudo leva a crer que vai ser o curso mais legal que vou fazer em toda a minha vidinha!

Passei no processo seletivo do SENAI para o curso técnico em Manutenção Automotiva! :D

Vai ser DEMAIS!!!!!! :D :D :D

O título deste post vai ser o Lable oficial dos posts relacionados ao curso. Vou contar tudinho pra vocês e o Coisa de Meninos Nada vai ficar mais cheio de posts de carros do que nunca! hahaha

Mas não temam... Música e tecnologia nunca vão sair de moda por aqui. ;) Espero que gostem da nova aventura comigo.

Beijocas e até o próximo post!

5

Qual é o melhor jeito de vender um carro?

Posted by Thais Roland on quinta-feira, junho 16, 2011 in
Comercial de carro tem que chamar a atenção com coisas não triviais. No final das contas, a maioria dos comerciais de carros se parecem. Tanto que fica difícil lembrar de que carro era que comercial.

Mas.... de tempos em tempos... alguém se destaca! Entre os meus preferidos estão o comercial da Pajero Dakar, cujo final é completamente inesperado e o carro é impressionante durante todo o vídeo.



O comercial do C6 que é simplesmente de tirar o fôlego. Sem uma palavra, só com uma música perfeita e um carro perfeito, sem modelos, sem atores, sem nada além do carro e eu quase choro durante o vídeo!



O comercial da linha 307 da Peugeout. Colocar carros invisíveis foi a maior sacada de todas! Amei!



Essa propaganda do Civic, que nunca passou no Brasil, mas que eu achei o máximo!



E toda a série que a Hyundai fez com esse cachorro que ficou perfeita! Até porque, poucas coisas com cachorros não ficam legais. hehehe



Mas nada superou ainda os filmes promocionais que a BMW fez com o Clive Owen. O mais conhecido é com a Madonna, mas tem outros filmes que também ficaram muito legais. Fora esse, só mesmo o Aston Martin supera qualquer propaganda, afinal de contas, é o carro do Sr. Bond, James Bond. :D



Com este post o Coisa de Meninos Nada começa a voltar às suas origens... o próximo post vai ser um anúncio muito importante que vai trazer muuuito material para o blog. ;)

Beijocas e até o próximo. :)

Obs.: Percebam que a BM que o Clive está dirigindo tem câmbio MANUAL! And I rest my case. (isso é só pra alguns leitores que acham que carro automático é legal... pfffffff)

6

Alta Fidelidade

Posted by Thais Roland on quinta-feira, maio 26, 2011 in , ,
E aês, povo! Tudo certinho?

Essa semana recebi dois cartões de fidelidade novos e me dei conta de quantos deles eu tenho! Óbvio que tinha que virar um post, né? :)

Pois então... tenho cartões de fidelidade de vários lugares mas acho que, no final das contas, eles acabam mais me definindo do que me trazendo vantagens de verdade.

Como assim, me definem? Assim:

A viajante - sim... o meu cartão da TAM ainda é aquele podrinho que dão quando você se cadastra no programa, mas já tenho um montãozão de pontos...

A cheirosa - esse tenho faz tempo, mas devo ter usado só uma vez. Nem sei se ele ainda vale.

A hipocondríaca - esse eu uso seeeeeeempre. Mas as promoções nunca são interessantes... :/

A chocólotra - Acho que esse é o meu cartão de fidelidade mais lindo! <:)

A roqueira - Paguei por ele mas nunca usei... Mesmo assim... ROCK N' ROOOOOLLLL \m/

A bebum - Gosto de JW, mas prefiro Jack Daniels... Ainda assim, o cartão é lindo e me mandaram uns cartões de visita super legais também! ::)

A intelectual - Esse eu uso pra comprar toooooodos os meus guias de viagens e livrinhos de idiomas! ADOOOOORO!!!! :D

A vaidosa - Esse eu uso bastante também. De tempos em tempos, ganho um desconto, mas perto do valor dos serviços do SOHO é praticamente insignificante. hehehe

Aí fico pensando se só eu subutilizo meus cartões de fidelidade ou se todo mundo é assim também. De qualquer forma, acho o maior barato colecionar essas coisinhas. :) Parece mesmo que a carteira vai ficando com a minha personalidade...

É... eu sei... muito superficial, mas que é legal, é! Tem várias outras coisas que eu queria ter cartão de fidelidade também! Algumas bandas que eu sou fã também poderiam ter cartõezinhos... Ia ser um barato! :D

Também ia ser legal ter um cartão de fã da Red Bull Racing, por exemplo! Uau! Eu ia adorar! :D

Quem sabe, um dia, faço um cartão de leitor pro povo que acessa o Coisa de Meninos Nada! hehehe.

Ok ok ok... vou parar com a viagem... beijocas e até o próximo post, galerinha do mal!

Copyright © 2009 Coisa de Meninos Nada All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.