Google+
0

Um pouco de história da Indy 500

Posted by Thais Roland on quarta-feira, abril 10, 2013 in , , , , ,
Já tão próximos da nova temporada da Indy 300 no circuito do Anhembi, em Sampa, tenho aqui pra vocês um pouquinho de história da Indy 500, uma das provas mais importantes do mundo.

A primeira corrida de Indy 500 foi realizada em 1911. Participaram 40 carros de passeio, mas quem ganhou a prova foi Ray Harroun, com um carro preparado pra corrida. Ele completou as 500 milhas em 6 horas e 42 minutos, numa velocidade média de 74.6 milhas por hora, cerca de 120 km/h.


Os pilotos da época sentiram muita dificuldade na prova por conta de visibilidade. O problema foi resolvido com um espelho retrovisor. Foi a primeira vez em que um espelho retrovisor foi usado em um carro.

São as provas automobilísticas trazendo tecnologia e inovação para as ruas desde sempre. ;)

Aproveite para relembrar a entrevista que Bia Figueiredo deu aqui pro Coisa em sua primeira prova no Brasil clicando aqui.

2

Carroriosidades: A Brincadeira do Fusca Azul

Posted by Thais Roland on sexta-feira, abril 05, 2013 in , , , , ,
Quando eu era criança levava várias porradas no braço por causa dos Fuscas Azuis.

Esses dias descobri, por um colega de sala, que a brincadeira foi herdada dos gringos.

Lá em 1900 e nada, quando Henry Ford estava, todo feliz, produzindo Ford T pretos a todo vapor, alguém errou na fórmula e uma linha inteira de Ford T azuis foi produzida.


Os carros eram produzidos apenas na cor preta porque, segundo Henry Ford, os meios de comunicação (principalmente a TV) exibiam apenas imagens em preto e branco então não adiantava nada produzir carros em outras cores e não conseguir fazer publicidade disso. Ele aguardava então que a TV pudesse transmitir imagens em cores para lançar seus modelos coloridos.

O erro do funcionário responsável pela pintura dos carros irritou tanto o sr. Ford que este foi até o pobre coitado e o esmurrou no braço. Desde então, cada Ford T azul avistado nas ruas disparava, novamente um soco sacana no ombro do rapaz.

Já aqui no Brasil...... adaptou-se a brincadeira para a sacanagem ficar maior também. Ainda hoje, avistamos um Fusquinha azul, vez ou outra passeando pelas ruas e algum desavisado ainda leva uma porradinha no braço.


Muito me espanta o Fusca Azul ainda não ter sido substituído por um Corsa Azul, por exemplo... Provavelmente ainda não aconteceu porque as crianças de agora nem conhecem mais a brincadeira, preocupadas demais em passar fases do mais novo jogo de videogame.

Bons tempos os da minha infância... ainda que cheios de brincadeiras semi-estúpidas. :)

Copyright © 2009 Coisa de Meninos Nada All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.