Google+
13

Meninas que Detonam - Paula Bifulco

Posted by Thais Roland on sábado, janeiro 28, 2012 in
De tempos em tempos eu conheço algumas pessoas que superam qualquer expectativa que eu possa ter a respeito delas e isso acabou de acontecer outra vez.

Recebi uma indicação para a série de posts Meninas que Detonam e achei a atividade da garota o máximo!

A Paula é luthier! Pra quem não sabe, luthiers constroem instrumentos de corda e a Paula constroe nada mais nada menos que guitarras!!! :D

Em geral levo algum tempo pra decidir o que perguntar pras minhas entrevistadas e penso em pessoas relativamente normais pra fazer isso. No caso da Paula não foi diferente... pensei em coisas normais de pessoas que gostam de música (principalmente que gostam o suficiente de música para trabalhar com isso) e montei as perguntas.

Quando recebi as respostas pensei: Meu deus! Essa garota é o máximo! Ela, definitivamente, não é comum, não pensa como pessoas comuns... ela é brilhante!

Pensei até em refazer o questionário pra torná-lo mais rico em vista das respostas que ela deu pras primeiras perguntas, mas acho que vai ser mais legal tentar uma outra entrevista, talvez até num outro formato mais pra frente e então resolvi publicar o post com o questionário original como de costume.

Aproveitem, pessoas... não é sempre que conhecemos alguém brilhante. ;)

Já aproveito pra deixar um super obrigada pra Paula (e pra Márcia, que a indicou pra entrevista) e desejar tudo de bom pra garota que manda muito bem! ;)

Até o próximo post!

Entrevista

CMN: Paula, você constroi, toca e dá aulas de guitarra, certo? Conta aí como começou essa coisa de constuir os instrumentos?

Pauleira: Eu sou luthier, formada pela B&H Escola de Luthieria de São Paulo. Hoje, além de ter minha própria oficina, meu blog também dou aulas de luthieria na própria escola.

O envolvimento com construção, customização e consertos de instrumentos começou porque eu já curtia guitarra. Eu fiz aulas, toquei em bandas e de alguma forma queria me envolver com isso.

Como também sou fã de carteirinha de trabalhos artesanais e criativos, acabei me envolvendo com a luthieria. Fiz os cursos na B&H, me tornei professora e hoje além de dar aulas de regulagem e manutenção, também trabalho na escola como assistente técnica do curso de construção de instrumentos.

CMN: Já pensou em fazer ou já fez alguma outra coisa na vida?

Pauleira: Eu costumava responder essa pergunta quando ainda não era luthier! Sou formada em Comunicação Social. Já trabalhei em editoras, agências, marketing de insdústria do setor musical, fui freelancer de design e tudo o que eu pensava era trabalhar com música de alguma forma.

Encontrei na luthieria as atividades que me identifico mais.

CMN: Quais as suas influências musicais?

Pauleira: Em termos de estilo musical, Country, Blues, Rockabilly e Hard Rock.

CMN: Você tem uma banda? Toca com frequência pra galera ou coisas do tipo?

Pauleira: Eu tive algumas bandas. Na maioria atuei como guitarrista e back in vocal. A última eu era vocalista mas tocava guitarra e baixo em alguns momentos. Sempre que aparece alguma oportunidade eu retomo as atividades musicais, é sempre muito bom!

CMN: Se você pudesse escolher um ídolo pra trocar uma idéia, qual seria e o que você diria pra ele?

Pauleira: Nunca tive ídolos...nunca me apeguei a isso. Mas sempre respeitei e me inspirei em diversas personalidades. Hoje, a pessoa que eu mais gostaria de trocar uma idéia é o guitarrista e vocalista Brian Setzer.

O que eu poderia dizer a ele? Let's drink some beer! We have a lot to talk!

CMN: Tem algum instrumento que você já pensou em construir, aquele dos sonhos, que ainda não rolou?

Pauleira: Tem...um monte! E todos eles serão construídos. É só uma questão de tempo.

CMN: Tocando a gente já sabe que tem umas meninas mandando muito bem na guitarra… mas e construindo? Tem muita mulher ou é meio que só você e mais uma meia dúzia?

Pauleira: Não conheço muitas mulheres nessa área. Então eu diria que sou eu e mais uma meia dúzia.

CMN: Já sentiu algum tipo de preconceito nesse ramo ou mesmo tocando?

Pauleira: Preconceito não. Muitas pessoas respeitam e acham legal o fato de confiar uma guitarra, um baixo ou um violão em mãos femininas. Por enquanto não tive problemas, até onde eu sei!

CMN: Que instrumentos/marcas você acha que são mais legais e que dica você deixa pra galera que tá afim de tocar alguma coisa ou começar a fabricar as próprias guitarras?

Pauleira: O intrumento mais legal é aquele que você tem em mãos e sabe utilizá-lo. Independente de ser uma marca famosa, uma marca chinesa ou feita por um luthier.

Os detalhes do instrumento estão na escolha do mesmo aliada às necessidades do músico e da qualidade geral da peça.

A dica que eu posso arriscar deixar para iniciantes em música e luthieria é: cada um tem um tempo diferente para aprender, absorver e dominar o assunto. Uns mais rápidos, outros mais devagar. O diferencial é O QUE é feito e COMO é feito. Portanto é importante ter muita paciência e persistência! Mas no final, tudo dá certo!

CMN: Alguma consideração final?

Pauleira: Gostaria de convidar todo mundo para conhecer uma pouco mais sobre meu trabalho no blog: www.pauleiraguitars.com e agradecer ao CMN pela oportunidade de poder compartilhar coisas que meninas TAMBÉM fazem com muito estilo e qualidade!

4

Hard Rock Cafe é estilo de vida

Posted by Thais Roland on quarta-feira, janeiro 25, 2012 in , , , , , , , ,
Quando será que o Hard Rock Cafe vai se redimir destes anos todos com restaurantes só no RJ e em BH e colocar uns 3 aqui em Sampa?

Vejamos... já fui aos HRCs de:

Orlando
Paris
Barcelona
Londres
Nova Iorque
São Francisco
Hollywood
Los Angeles
Las Vegas (o restaurante da Strip e o hotel da Paradise)

Em todos eles comi muito bem e comprei camisetas (e outros apetrechos) incríveis! Aliás, acho que tenho mais camisetas da Hard Rock do que de qualquer outra marca porque, além dessas tenho também umas de alguns lugares que meu marido foi e trouxe camisetas pra mim, tipo Seatle e Bogotá. :)

Mas o lugar não é legal só por causa das roupas e da comida. Na verdade, a parte mais divertida de comer num Hard Rock Cafe é ficar olhando as preciosidades que eles têm penduradas nas paredes de cada restaurante.

Só pra vocês terem uma idéia...

Uma guitarra do Keith Richards em Londres.

Uma do John 5 em New York.

A setlist do Matchbox 20 com a letra do Rob Thomas em New York.

Guitarras do Nirvana, BB King e do Eddie Van Halen em San Francisco.

Uma jaqueta do Ray Charles e um óculos de 2 milhões de dólares do Elvis, também em San Francisco.

Um chapéu do Michael Jackson em Los Angeles.

E em Vegas, meus amiguinhos..............

No restaurante, Michael Hutchence, Paul Stanley e Tom Petty, entre outros...

E no Hotel..........................................












Morri pra sempre... nem consigo dar tchau...

5

Eu e as meninas sem roupas

Posted by Thais Roland on domingo, janeiro 22, 2012 in , , , ,
Claro que o segundo post sobre a viagem aos EUA tinha que ser sobre a casa de strip que fomos em Las Vegas. Tenho mais um montão de assuntos pra colocar nos posts, mas se eu não falasse logo disso as pessoas não me deixariam em paz. :)

Sim! Fomos mesmo a uma casa de strip em Vegas. Tínhamos que ir, senão ia ser o mesmo que não ter conhecido Vegas.

Quando fomos pensei que era uma pena não poder tirar fotos lá dentro pra colocar aqui no blog, mas é melhor assim... Sem fotos vocês ficam mais curiosos e, quem sabe, decidem fazer uma viagenzinha pra lá pra conferir pessoalmente. ;)

É claaaaro que Vegas tem um milhão de Strip Clubs..... o que fomos fica na Fremont St Experience. Legal foi fazer checkin no Foursquare e ele me dar os parabéns pela minha primeira vez numa casa de strip! Me senti perdendo a virgindade. hahaha

Pra ser bem sincera, não é como nos filmes que as garotas fazem performances absurdas no Pole Dance e talz, mas ainda assim é bem interessante de se ver. Já as caras de tarados dos homens no recinto são iguaizinhas às dos filmes. hahaha

Coloquei dinheiro nas calcinhas da Tiffany e da Brie. Ambas são muito bonitas e sensuais, cada uma do seu jeitinho. :) A Tiffany fez um agradinho pra nós quatro depois que eu dei dinheiro pra ela e conversou com a gente pouco antes de sair do palco. A Brie fez até um truque com o dinheiro da Bel (minha amiga) e o Victor (meu amigo) achou que ela ia me dar um beijo da segunda vez que dei dinheiro pra ela e disse que ela era muito bonita. hahahahahahaha

Resumo da ópera... todo mundo saiu sorrindo da Girls of Glitter! :D E mesmo que você seja do tipo puritano(a) ainda vai ver garotas vestidas apenas com lingeries dançando nos cassinos nos finais de semana. Claro que não será o mesmo de ir a uma casa especializada, mas vai ver do mesmo jeito... ;)

Devia ter pego o Facebook das minhas amigas Tiffany e Brie! Seria o máximo manter contato com elas! Principalmente com a Brie... ai ai, Brie... sua linda! hahaha

Beijocas, povo. Até o próximo post!

2

Mustang, seu lindo! :)

Posted by Thais Roland on terça-feira, janeiro 17, 2012 in , , , , , , , ,
E aês, povo! Tudo deboa?

Voltei das férias com tudo, hein! Tenho um bilhão de posts pra colocar por aqui! Me cobrem todos eles! hehehe. (ok... talvez eu não tenha um bilhão de posts... mas tem vários na minha cabeça já. hehehe)

Passei o natal e o ano novo nos EUA com meu marido e um casal de amigos, então tem um bocado de coisas pra contar. Primeiro fomos pra Nova Iorque (só eu e meu marido) e depois fizemos o percurso da California 1 Highway, saindo de São Francisco até Los Angeles com esse casal de amigos. Alugamos um Mustang conversível pra fazer a viagem e simplesmente não tinha outro assunto pra começar o ano do Coisa de Meninos Nada que não fosse o carro. :)

Alugamos o carro pela Alamo. Reservamos a categoria Conversível e eu passei todo o tempo que antecedeu a viagem torcendo pra chegarmos lá e ter um Mustang no pátio para pegarmos.

Como sou uma pessoa de uma sorte iluminada....... lá estava ele nos aguardando... lindo, vermelho, com 6 cilindros debaixo do capô entre outro Mustrang prata e um Chrysler Sebring preto.

Modelo 2012, o Musta que alugamos tem nervosos 305 CV de potência!!!!!!! Um painel maravilhoso que dava vontade de chorar!!!!! Mas tinha câmbio automático... tadinho. :(


Cheguei a deliciosos 180Km/h na California 1 Highway (eu não devia colocar isso aqui, mas.....) e só não fui mais longe porque meu dono insistia em me fazer tirar a patinha do pedal direito. hahaha. De qualquer forma, só consegui registrar a velocidade quando meu marido tava no volante e capturei os também ilegais 150km/h que ele atingiu na Interstate 15, à caminho de Vegas. :)

Percorremos mais de mil milhas com o Mustang, saindo de San Francisco até chegarmos em Las Vegas, mas a melhor parte do percurso foi, sem dúvida, a California 1. A estrada acompanha a Costa do Pacífico e a vista é inacreditávelmente maravilhosa! Recomendo a viagem pra TODO MUNDO! E não existe outro carro pra fazer esse caminho senão um Mustang Conversível. Senti até meu sangue americanizando. :)

O danado quase não tem espaço pra malas, o que complicou um pouquinho a nossa vida consumista, mas deu tudo certo no final. :)


Nem tinha como não dar certo, com um lindo desses nas mão.... só dá mesmo pra sorrir o tempo todo! :D

Se quiserem parar de ler o post aqui já está ótimo! Vão ficar com aquele sorriso gostoso no rosto pelo resto da semana. Mas eu não posso deixar de mencionar o Sync, que foi o único desafeto com o carro. Ouvimos música pela entrada dos fones de ouvido dos nossos iPhones/iPods porque o "fabuloso" Sync (da Microsoft) reconheceu nossos dispositivos, colocou o símbolo da Ford neles mas.............. simplesmente não tocava nossas músicas... Muito bem, Microsoft! Mais uma vez me fez lembrar porque não uso seus produtos! Uma salva de palmas.

Pronto... agora que mostrei que o mundo continua equilibrado com coisas boas e tranqueiras.... uma foto de como ficamos chateados com o carro durante a viagem. ;)
Beijocas e até o próximo post, seu lindos!

Copyright © 2009 Coisa de Meninos Nada All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.