Google+
0

Curiosidades sobre Motos Clássicas

Posted by Thais Roland on quarta-feira, setembro 28, 2016 in , , , , , , , , , , , , , , ,
Pois então... Fui convidada para apresentar o AutoShow Collection ao vivo, toda terça-feira. Nesta última terça (ontem) tivemos a noite das Motos Antigas e, por um problema de conexão de Internet, a transmissão ao vivo não foi possível.

Só que eu já tinha pesquisado um monte de coisas bacanas pra falar pra galera enquanto mostrasse as motos que estavam por lá, e se tem alguma coisa que eu não suporto é ficar com conhecimento só pra mim. :) Então, já que não foi pro ar na página do Facebook do AutoShow Collection, vai aqui pras páginas do Coisa! :D

A primeira coisa que não posso deixar de dizer é sobre o próprio evento! Eles estavam com a Harley-Davidson mais rara do Brasil (e igualmente rara em outros lugares, inclusive nos EUA) em exposição. E ela é fantástica!


Não sou aficcionada por motos, mas esta... vou dizer pra vocês... me fez suspirar! Ela é do ano de 1931 e, segundo o proprietário, está na família desde zero. Já passou por restauração duas vezes e é cobiçada pelo Museu da Harley-Davidson, cuja proposta o dono já recusou algumas vezes. Pelo jeito a moto vai morrer na família... e isso é sensacional!

O motivo de ela ser tão rara é que a HD fabricou pouquíssimas motos com o motor monocilíndrico neste ano. Hoje elas são raras em toda parte do mundo, ainda mais assim: restauradas e funcionando. Além disso, o detalhe do câmbio suicida é hipnotizante! Eu que não entendo muito de motos e jamais guiei uma, não consigo imaginar a dificuldade de ter que tirar a mão do guidão pra passar as marchas! De outro mundo!

Sobre a minha pequena pesquisa... bem... vamos por partes. :)

Gosto muito de filmes, então pesquisei sobre as motos mais famosas do cinema e encontrei... uma infinidade de Harleys! hahaha Dentre elas, a Hidra Glide de Marlon Brandon em "O Selvagem" de 1950, a famosíssima FLH de Peter Fonda em "Easy Rider" de 1969 que virou ícone por causa da bandeira dos EUA e a icônica Fat Boy do Schwazenegger em "Exterminador do Futuro 2" de 1991.

Sim! Eu tenho uma foto na moto do Exterminador! ❤️  E foda-se que não dá pra ver a moto! Sou eu em cima dela e é o que importa. hahaha
Aqui abrimos um parênteses para uma estória que li aí pelas Interwebs cujas fontes não são confiáveis, mas que não pode deixar de ser contada. Diz a lenda que a Harley-Davidson estava perdendo mercado para as motos japonesas no fim da década de 80 e, para reconquistar o mercado, lançaram a Fat Boy. Até aí, tuuuuuudo bem... a moto tinha um visual bacana e a suspensão traseira oculta para imitar as choppers hardtail dos anos 60 e 70, mas o lance todo gira em torno da escolha do nome. Contam por aí que o nome foi escolhido por causa das bombas nucleares lançadas contra Hiroshima (que foi batizada de Little Boy) e contra Nagasaki (batizada de Fat Man) na Segunda Guerra Mundial. Bróder... se isso é verdade, é muita, mas muita mancada mesmo! A Harley nega a história e segue a vida, mas o fato é que a Fat Boy realmente desbancou qualquer outra coisa que tivesse no mercado americano na época!

Falar da moto do Exterminador do Futuro sem falar de Guns N Roses pode ser normal para qualquer pessoa nesse mundo que não seja eu. Quem me conhece (nem que seja só por aqui) sabe que sou super fã de GNR então não dá pra deixar passar uma oportunidade de bajular. hahaha. Junto com a Fat Boy, Schwazenneger também eternizou "You Could Be Mine" neste filme.


Voltando às Harleys famosas... Também achei a FXR 89 do Mickey Rourke em "Harley-Davidson & Malboro Man" de 1991, a Super Glide 86 do Bruce Willis (ou melhor... do Zed, mas Zed is dead) em "Pulp Fiction" de 1994, a Chopper do Nicolas Cage (Johnny Blaze) em "Motoqueiro Fantasma" de 2007, mais recente, a Panhead Custom (lindíssima, por sinal) de John Teller em "Sons of Anarchy" e, apesar de não ser da minha época, a super marcante Harley de Carlos Miranda, o Vigilante Rodoviário, que fez tanto sucesso na TV Tupy que fez o ator realmente ingressar na carreira militar!


Mas o mundo de motos vai além das Harley-Davidsons! E vou deixar a cereja do bolo (na minha humilde e insignificante opinião) para o final. Vamos agora falar das Japonesas. :)

Em filmes não achei nada ultra interessante sobre as motos japonesas, salvo pela Kawasaki Ninja 900 do Maverick (interpretado por Tom Cruise) em "Top Gun" de 1986, mas o Brasil tem histórias bacanas com duas motos japonesas peculiares: a Honda CB 750 Four e a Yamaha RD 350.

A Honda CB 750 Four ficou super famosa pelo seu apelido: 7Galo. Não vou encher vocês de detalhes técnicos da moto porque não é o meu forte e nem a intenção deste post. O legal mesmo é contar a História e o apelido desta moto veio de uma coisa bem conhecida dos brasileiros, o jogo do bicho. No jogo do bicho, 50 é o número do Galo e, por isso, a moto ficou conhecida como 7 Galo (7 + 50). Bacana, né?


Já a RD 350 tem uma história mais sombria. Conhecida como Viuva Negra a moto ficou famosa por matar muita, mas muita gente mesmo. Por ter motor dois tempos tinha pouco torque em baixa rotação (e quase nenhum freio motor), mas vinha com palhetas de torque (preciso estudar mais sobre isso) para contornar o problema. No final das contas, era uma moto forte demais e contava com donos imprudentes o que, com sorte, só deixava o condutor pra trás, mas, em grande parte das vezes, a família tinha que encerrar o dia com um funeral. Oops...

Saindo das japonesas e indo para o Velho Continente, soube que Steve McQueen exigiu que uma moto inglesa fosse usada no papel de moto alemã no filme "Fugindo do Inferno", de 1963, porque achava que as alemãs não dariam conta do recado nas cenas do filme. Por causa disso, em vez de uma bela BMW, uma Triumph Trophy TR6 61 foi usada para se passar de moto alemã roubada pelo protagonista do filme. Bem curioso. Anos depois, em 2005, a Triumph lançou o modelo Bonneville T100 em homenagem ao filme na cor verde fosco.

Agora.... a minha super preferida durante toda a pesquisa foi a Indian Scout 1920 de Burt Munro!


Burt Munro nasceu na Nova Zelândia e passou a vida se dedicando às motos e à velocidade! Na minha pesquisa encontrei o filme "The World's Fastest Indian" ("Desafiando Limites", em português), de 2005, onde Anthony Hopkins interpreta o maluco do Sr. Burt em sua jornada para conquistar o record mundial de velocidade em motos de até 1000 cc. Burt bateu o record em 1967, no deserto de Bonneville marcando 295km/h (em 2014 o filho de Burt conseguiu que o record fosse retificado para 296km/h). Sério! Super vale a pena assistir o filme! Super vale!

Eu também tinha pesquisado coisas sobre motoclubes, mas depois da minha experiência no site do Abutres e de ter conhecido o pessoal do Hells Angels no Anhembi vou me abster de comentários para não criar inimizades.

E não posso terminar antes de agradecer imensamente ao meu grande amigo Gabriel Marazzi que, gentilmente, forneceu parte do material para que eu preparasse a apresentação do AutoShow Collection e que agora faz parte deste post. :)

Espero que tenham gostado, Coisos! Até a próxima! MUAK!

0

Bate-papo sobre a Mulher no Universo Masculino

Posted by Thais Roland on quarta-feira, setembro 14, 2016 in , , ,
E aí, Coisos? Como vocês estão?

Olha só! Quero convidar vocês pra virem aqui bater um papo e passar uma manhã agradável de domingo.

Pro povo que me segue no Blog e que eu não conheço pessoalmente, é a CHANCEEEE! ;)


Pra quem é de longe, vai rolar um ao vivo pela página do Coisa lá no Facebook, tá? fb.com/coisabook

Mas quem puder vir, apareça! Vai ser super legal! :D Só confirmem presença e me avisem quantas pessoas vão trazer com vocês, ok?

Beijokonas!

1

Fusca funcionando com vapor de combustível - NÃO!!!

Posted by Thais Roland on sábado, setembro 10, 2016 in , , , , , , , , ,
Ok... tanta gente me marcou nesse vídeo (e continua marcando) que me sinto na obrigação de comentar.


Nessa vida o importante não é dinheiro, não é ter coisas, não é rezar... o importante é ter informação! Só assim o "serumaninho" evolui. Este caso não é diferente!

Esse vídeo tomou proporções assustadoras! Enquanto eram só alunos meus me marcando nele pra sacanear tava tudo bem, mas quando gente que ainda não entende bem começa a me marcar pedindo informações de como fazer, é preocupante! Então vamos esclarecer...

O Fusca (ou qualquer outro carro que trabalhe com motores parecidos) tem uma refrigeração mista. O que significa que não dependem apenas do ar para manter a temperatura do motor. No caso do Fusca ele também usa o óleo para essa função - e é por isso que tem um radiador de óleo no motor - e o combustível! SIM! Ele usa combustível para diminuir a temperatura do motor!

Para quem nunca viu o motor de um Fusca pode ficar confuso. Para quem já viu e reparou nas aletas faz sentido o lance da refrigeração a ar, mas para quem conhece o motor do Fusca aberto e para pra analisar percebe que tem partes ali onde o ar nunca chega e seria impossível diminuir a temperatura. Nas partes móveis tem óleo passando e ele ajuda na tarefa de arrefecimento, mas o que fazer para diminuir a temperatura das câmaras de combustão?

Combustível! Usar uma mistura rica, ou seja, mais combustível do que o necessário para a queima, é que faz essa função. Quando injetamos mais combustível no cilindro, parte dele queima, como esperado e o excedente lava as paredes do cilindro para diminuir a temperatura da câmara. Simples assim.

Então.... voltando ao vídeo estúpido.... SE (e é um grande "se") o vídeo é real e o cara não está usando nenhum outro recurso pra jogar gasolina no sistema, o motor pode até funcionar, mas andar com o carro nessas condições fundiria o motor em pouquíssimo tempo. Levando em conta que a retífica de um motor não é nada barata e que está cada vez mais difícil achar peças e bons profissionais que trabalhem com esses motores, fundir o pobre do Fusquinha por falta de informação não parece ser algo "que vale a pena tentar pra ver se funciona mesmo".

Uma boa leitura em materiais relativos à refrigeração destes motores já teria resolvido a inquietação do povo, ou então, uma boa olhada nas regulagens do carburador do Fusca e uma breve análise da proporção da mistura também esclareceria o "mistério".

Ou então....... e agora aproveito pra fazer o merchan..... Fazer um curso com a gente! hahaha. Neste mês, por exemplo, teremos um Workshop exatamente sobre os Fuscas! Pra quem ainda tem dúvidas sobre este ou outro detalhe do modelo, é só vir perguntar pra gente! Simples, né? ;)


Pronto! Agora que tenho a resposta pra esse absurdo pronta, tudo o que tenho a fazer é copiar o link pra este post nos comentários na próxima vez que me marcarem no vídeo ou perguntarem sobre. hahaha

Beijos procêis, Coisos! Até a próxima!

Copyright © 2009 Coisa de Meninos Nada All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.