Google+
4

Contos de Fadas

Posted by Thais Roland on quarta-feira, maio 09, 2012 in , ,
Assisti os primeiros episódios de Onde Upon a Time neste fim de semana e lembrei dessa conversa sobre Contos de Fadas que tive com um amigo dia desses...

Estava comentando que as estórias infantis que conhecemos pareciam não ser tão inocentes assim agora que sabemos de coisas que não sabíamos quando criança. Eis que ele me vem com esse papo de que, na verdade, a gente nem conhece as versões originais dos contos, que são bem mais pesados do que a minha mentezinha podia imaginar (rá... ele não me conhece direito... mas enfim...).

Claro que eu não ia deixar isso quieto! Como assim? Minha infância toda ouvindo essas estórias! Eu precisava tirar a limpo!

E não é que a coisa é verídica! A revista Superinteressante fez até uma matéria sobre isso também, mas não vai muito fundo no conteúdo original dos contos.

A verdadeira moral da história - Superinteressante

Mas já conta muito coisa interessante mesmo. Primeiro que as estórias tiveram que sofrer muuuuuitas alterações para poderem ser contadas às crianças, e segundo que têm um apelo sexual imenso (talvez por isso ainda chamem nossa atenção)!

Vasculhei a Internet procurando pela versão original de uma das minhas personagens favoritas: Chapeuzinho Vermelho. Não encontrei nenhum lugar que tivesse o texto original de verdade, até porque o conto é tão antigo que era passado de geração em geração ao redor de fogueiras, mas encontrei bastante textos que concordavam na seguinte versão:


A mãe da Chapeuzinho pede a ela que vá levar algumas coisas para a avó. A menina encontra o Lobo no caminho, que pergunta a ela que trilha vai tomar para chegar à casa da avó. A menina segue pelo caminho mais longo (supostamente mais seguro), o Lobo toma o caminho mais curto, chega primeiro à casa da vovó, a mata, coloca seu sangue numa jarra e a corta em pedaços e guarda. Depois disso o Lobo veste as roupas da velhinha e se deita em sua cama para esperar a Chapeuzinho. Quando a menina chega, o Lobo pede que ela se sirva de carne e vinho que estão na cozinha e, depois que a menina come e bebe, pede que ela se deite com ele. Chapeuzinho resolve aceitar o convite e pergunta onde deve colocar suas roupas, o Lobo diz que ela pode jogá-las na lareira porque não precisará mais delas e depois que a menina se deita na cama, a come (sem detalhes sórdidos... interprete como melhor lhe convir).

Fala verdade! Nem sei o que pensar. Só o que passava pela minha cabeça a cada site que lia sobre a estória eram coisas muito, muito feias >:)

Sobre essa estória a Superinteressante tira algumas conclusões... Por exemplo, que a moral era mostrar que não se deve falar com estranhos (conclusão clássica) mas também chama a atenção para a curiosidade da Chapeuzinho em estabelecer contato com estranhos, falando com o Lobo, ainda no caminho para a casa da vovó e depois, de sua estranha decisão de se deitar com a avó sem roupas... Curioso, não? Segundo o ditado: Freud (o tarado mais famoso do mundo) explica. ;)

Os outros contos também são facilmente encontrados na Internet e tão interessantes quanto o da Chapeuzinho. Sugiro que dêem uma olhada... Vão se surpreender com o que nossos pais/avós nos contavam na maior inocência. ;)

Beijocas e até o próximo post!

4 Comments


Muito bom este post hein Thais.


Valew, Luizinho! ;)


Estava no médico agora pouco e vi uma propaganda sobre essa série na revista época. Pelo que li sobre ela aqui, parece ser interessante. Me lembro de um amigo que contou que uma vez ele assistindo o SBT de madrugada, isso nos anos de 1999, passou um filme da Branca de Neve para adultos, se é que vcs me entendem. Nunca achei nada sobre esse tal filme.


Hahaha.. Filmes de contos de fadas para adultos são sempre interessantes.. não é a toa que sex shops vendem tanta fantasia desse estilo. ;)

Copyright © 2009 Coisa de Meninos Nada All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.