Google+
0

Hora de verificar o tanque de partida a frio!

Posted by Thais Roland on sexta-feira, abril 20, 2018 in , , , ,
Eu não sei vocês aí no resto do Brasilzão, mas aqui em Sampa as temperaturas já estão despencando deliciosamente! O que motiva a dica de hoje, já que a galera friorenta sofre e os carros também.

Não é regra, mas a gente pode fazer o famoso "mais ou menos" e dizer que a maioria dos carros flex, quando abastecidos com etanol (álcool) tem uma certa dificuldade pra pegar em temperaturas menores que 15 graus. Até com mistura de combustíveis no tanque essa dificuldade pode aparecer, em geral quando temos mais de 90% dele abastecido com etanol.

As montadoras têm várias formas de contornar esse problema, desde a época dos carburadores que já contavam com os tais afogadores. O afogador restringia a passagem de ar, o que enriquecia a mistura (mais combustível que ar) dentro do coletor e ajudava o carro a funcionar nas temperaturas mais baixas. Alguns até já tinham o tanque de partida a frio abastecido com um tiquinho de gasolina, que hoje é tão comum.


Carros mais modernos já possuem outras estratégias, como injeção direta e alguns pré-aquecem o sistema pra facilitar a partida. Mas se o seu carro ainda usa o reservatório de partida a frio você precisa se preocupar com ele agora que estamos saindo das épocas mais quentes do ano.

As montadoras recomendam o uso de gasolina aditivada nesse reservatório e isso tem um motivo muito importante: a gasolina aditivada dura mais que a comum. Enquanto a gasolina comum pode durar por volta de 3 meses dentro do tanque, a aditivada passa de um ano. Passa de um ano mas não chega a dois! Por isso ela ainda precisa ser trocada todo ano (se não for completamente usada), já aproveitando pra dar aquela limpada no sistema.

No vídeo dessa semana tem uma amostra de gasolina retirada desse reservatório depois de muito tempo lá paradinha. Quando a gasolina estraga perde muito da sua propriedade calorífica e fica "gosmenta", o que pode causar problemas sérios sujando e entupindo parte do sistema de injeção.


Nunca é demais ressaltar a importância da Manutenção Preventiva, né? Um sistema entupido vai te dar uma arrombadinha no bolso, enquanto fazer a manutenção antes sempre custa mais barato. Sem contar o inconveniente de ficar tentando dar partida no carro, pela manhã, sem sucesso, até acabar com a bateria e ter que enfrentar o busão lotado no dia mais frio do ano.

Você sabe se seu carro tem o tanque de partida a frio? Vai lá descobrir, resolve o lance da gasolina e depois corre aqui pra me contar como foi! :) Até o próximo post, galerinha linda!

0

Prestando atenção nos amortecedores

Posted by Thais Roland on sexta-feira, abril 13, 2018 in , , ,
Amortecedor é assunto sério. Não é só conforto que depende dele, mas também segurança, já que eles influenciam na estabilidade do carro. O duro é saber quando tá na hora de trocar, já que a gente vai se acostumando com o desgaste e fica difícil perceber quanto eles já estão no fim da vida.

O bom é que vocês têm o CMN que ajuda a ver essas coisas, né? Eu estive na Monroe e o Juliano deixou umas dicas bem bacanas de como a gente pode testar os amortecedores sozinhos pra perceber os sinais de desgaste. Eu falo sobre isso no vídeo dessa semana


mas vocês também podem conferir por aqui.

Marcas nas hastes do amortecedor podem aumentar o desgaste do retentor e causar vazamentos, muita sujeira também pode fazer isso. O amortecedor não pode ter partes amassadas e a gente sempre precisa dar uma olhada no estado do batente (se você ouve barulho na suspensão ele pode ser o culpado).

Buchas de fixação estouradas e desgastes irregulares nos pneus, na parte central, em forma de concha, também têm relação com os amortecedores.

Sentir o carro também é importante. Além de notar barulhos, precisamos prestar atenção ao comportamento dele nas arrancadas e nas frenagens. O carro não pode empinar demais nem mergulhar excessivamente. Amortecedores ruins podem, inclusive, alterar a distância para frenagens e comprometem seriamente a estabilidade do veículo.

Movimentos laterais em curvas e pneus derrapando nessa situação (às vezes o pneus chega a perder contato com o piso e fica com um aspecto escamado, que também pode ser sentido quando passamos a mão por ele) podem ser fortes indícios de desgastes nos amortecedores, assim como oscilação demais quando passamos em lombadas.

Como eu já ensinei a tirar o pneu do carro, corre pra garagem e vai lá fuçar pra ver como estão os amortecedores do seu possante! Depois volta e me conta tudo! Beijokas, Cois@s, e até o próximo post!


0

Cuidados com as palhetas do limpador de para-brisa

Posted by Thais Roland on sexta-feira, abril 06, 2018 in , , , , , , ,

A gente não dá atenção pro limpador de para-brisa até pegar aquela chuva que chega de surpresa e perceber que as palhetas já não estão limpando mais nada, ou então aquela garoinha que emporcalha o vidro todo quando o reservatório de água tá completamente vazio.

O reservatório não tem desculpa! Tem que verificar sempre, junto com aqueles outros itens de garagem que eu não canso de mostrar pra vocês: óleo do motor, líquido de arrefecimento (água do radiador) e fluido de freio.

As palhetas do limpador de para-brisa são feitas de borracha e ressecam pela exposição às variações de temperatura. Por isso elas devem ser trocadas todo ano e alguns cuidados ajudam a prolongar a vida da peça, como colocar pra sempre, junto com a água do reservatório, pra retardar o ressecamento.

E na hora de limpar tem que usar só água e, no máximo, sabão neutro, conforme dicas da Bosch, que também fabrica palhetas de reposição pro mercado automotivo. Eles também dão um toque pra verificar se os braços do limpador estão em ordem e se os furos do esguicho do limpador estão desobstruídos.

Nosso vídeo dessa semana, no Km de Dicas trata desse assunto.


Divirta-se checando e, se necessário, trocando as palhetas do seu carro (inclusive as traseiras, hein) e não esquece de usar os comentários pra conversar comigo. Até mais, Cois@s!

0

Pra onde os ventos te levam num feriado prolongado?

O Cartografia do Asfalto está de volta, com uma aventura de mais de 1000km percorridos à bordo de um Toyota Prius envolvendo o campo e a praia. Na verdade a viagem rolou em Janeiro, mas eu só tive tempo de editar o vídeo agora, então...

De qualquer forma, vai servir pro próximo feriadão ou praquele dia em que você, finalmente, vai conseguir tirar as horas do banco de horas numa sexta-feira. ;)

Saímos de São Paulo bem cedinho e fomos direto para São Luis do Paraitinga, cidade histórica e super simpática.

Há 175km de São Paulo, São Luis do Paraitinga é puro charme desde 1769. Com pouco mais de 10mil habitantes, numa região montanhosa, cresceu às margens do Rio Paraitinga. Tomamos café da manhã numa lanchonetezinha super fofinha, com atendentes simpaticíssimos e ficamos de queixo caído com a vista do Mirante da cidade!






De lá, seguimos para Cunha, onde visitamos a Casa do Artesão e o Contemplário para cheirar flores de Lavanda e sentir até os neurônios relaxando. Cunha fica a 223km de Sampa, mas partindo de São Luis do Paraitinga foram só 82km por uma estrada bem bonita e cheia de vaquinhas curiosas. A cidade é Estância Climática e terra de artesanato. Arte em cerâmica é muito forte na região e é impossível sair de lá sem uma lembrancinha.

 

Depois fomos para Paraty por uma estrada maravilhosa e saudamos nosso querido Oceano.


No dia seguinte passamos por Trindade e rumamos para Ubatuba. No último dia passamos por Caraguatatuba, São Sebastião e voltamos pra São Paulo.

A viagem foi incrível e vocês conferem um tiquinho dela abaixo.



A gente rodou com um carro mais que em ordem, emprestado pela montadora, mas você também pode fazer com tranquilidade desde que mantenha as revisões em dia. Não canso de dizer pra vocês e já fiz vídeo das verificações de garagem, vocês lembram, né? Se não lembram... ele tá aqui


Agora me contem, qual foi a viagem mais legal que vocês fizeram? E que destino sugerem para o nosso próximo Cartografia do Asfalto?

Beijos!!! E até a semana que vem, pessoinhas lindas!

0

Atenção às luzes do seu carro!

Posted by Thais Roland on sexta-feira, março 23, 2018 in , , , , , ,
Mais uma vez, venho com informações importantes de trânsito pra vocês. Dessa vez o Detran me ajudou com orientações sobre as luzes de iluminação e sinalização do carro pra gente não levar multa e nem se envolver num acidente.


Segundo a assessoria do Detran, o uso de luzes em veículo obedecerá às seguintes determinações:

I - o  condutor manterá acesos os faróis do veículo, utilizando luz baixa, durante a noite e durante o dia nos túneis providos de iluminação pública e nas rodovias; (Redação do inciso I dada pela Lei n. 13.290/16).

II - nas vias não iluminadas o condutor deve usar luz alta, exceto ao cruzar com outro veículo ou ao segui-lo;

III - a troca de luz baixa e alta, de forma intermitente e por curto período de tempo, com o objetivo de advertir outros motoristas, só poderá ser utilizada para indicar a intenção de ultrapassar o veículo que segue à frente ou para indicar a existência de risco à segurança para os veículos que circulam no sentido contrário;

IV - o condutor manterá acesas pelo menos as luzes de posição do veículo quando sob chuva forte, neblina ou cerração;

V - O condutor utilizará o pisca-alerta nas seguintes situações:
a) em imobilizações ou situações de emergência;
b) quando a regulamentação da via assim o determinar;

VI - durante a noite, em circulação, o condutor manterá acesa a luz de placa;

VII - o condutor manterá acesas, à noite, as luzes de posição quando o veículo estiver parado para fins de embarque ou desembarque de passageiros e carga ou descarga de mercadorias.

É importante lembrar também que as cores das lentes são regulamentadas e sair do padrão resulta em multas do mesmo jeito. Faróis principais dianteiros e luzes de posição (lanternas) dianteiras podem ser brancas ou amarelas; lanternas traseiras e luzes de freio precisam ser vermelhas; as luzes dos piscas podem ser âmbar ou vermelhas na traseira, mas na dianteira têm que ser âmbar; e as luzes de ré e placa precisam ser brancas.

O Detran também alerta que qualquer lâmpada queimada deve ser substituída na hora! Não pode trafegar com ela queimada. Na impossibilidade da troca no local o carro tem que ir de guincho até um posto de serviço.


Já se deu mal por causa de alguma lampadinha sem vergonha? Conta pra mim aqui nos comentários e não esquece de compartilhar a dica com a galera! A gente se vê no próximo post, Cois@s!

0

Recursos do Painel de Instrumentos

Posted by Thais Roland on sexta-feira, março 16, 2018 in , , , ,
Não é só velocidade e combustível que a gente vê no painel do carro. Os computadores de bordo estão, cada vez mais, auxiliando os motoristas na condução e nos lembretes de manutenção do automóvel.


Mesmo os carros populares já ajudam bastante e em grande parte deles já é possível configurar alertas para próxima troca de óleo, filtros e revisões. O lance é que como fazer isso é diferente em cada carro e tá justamente aí a importância de ler o manual do proprietário. Quando eu insisto nisso não é pegação no pé, é importante mesmo pra gente poder aproveitar todos os recursos que a eletrônica embarcada no carro tem pra oferecer, afinal de contas a gente não paga nada barato por isso.

O lugar do manual do proprietário é junto com o carro. Não adianta nada o manual estar guardadinho na sua gaveta do escritório quando você está na rua, precisando da informação que consta nele.

O computador de bordo fica mais interativo a cada modelo e vem para facilitar a nossa vida, desde que esteja devidamente configurado. Além de nos manter informados sobre estatísticas de consumo e desempenho, também pode nos fornecer alertas importantes, como os de limite de velocidade e períodos de revisão. Alguns modelos auxiliam até na mudança de marcha para aumentar a eficiência do consumo de combustível e da emissão de poluentes, apesar de eu me irritar com o carro dando pitaco na forma como eu dirijo. hahaha

No vídeo dessa semana eu mostro como acessar o menu de configuração dos alertas de troca de óleo, filtros e revisão de um modelo popular. Reforçando que isso pode ser muito diferente dependendo do modelo do seu carro, é só um exemplo do que podemos fazer com o recurso. Se tiver dúvidas consulte sempre o manual... ou a Thais. :) mas não precisa entrar em desespero, porque é bem mais fácil do que ajustar o horário no video cassete ou no forno de micro ondas.


Só não vai se distrair com os encantos do painel enquanto está dirigindo, hein! Deixa seu comentário aí embaixo e até o próximo post!

0

Peças de Reposição no Mercado Automotivo

Posted by Thais Roland on sexta-feira, março 09, 2018 in , , , , , ,
Quem tem carro sabe quanto dói o bolso cada vez que temos que trocar alguma coisa no possante, mas não precisa ser sempre assim. Primeiro que cuidar antes de quebrar já economiza uma grana, não é a toa que vivo falando pra vocês de manutenção preventiva por aqui, segundo que, mesmo que a peça tenha quebrado, temos muitas opções pra adquirir uma nova ou usada.


Desmanches sempre foram a opção para aquisição de peças usadas e sempre foram assustadores. Ir ao desmanche e concordar com o proprietário em aguardar "uns dias" pra conseguir a peça é praticamente a mesma coisa que pegar uma arma e ir lá roubar o que você precisa pessoalmente.

Desde 2014 a atividade de desmontagem de veículos automotores terrestres é regulamentada pela Lei nº 12.977. Ou seja, os desmanches têm que ter documentos agora. Precisam ter nota fiscal e atestar a procedência da peça que estão vendendo pra gente. Isso já foi um mega avanço pra combater o crime, mas e o meio ambiente?

Desmontar um carro joga um montãozão de lixo no meio ambiente se não for feito da maneira correta. Agora é que começou a surgir empresas especializadas na desmontagem de veículos e que estão comprometidas com o descarte ambientalmente correto dos resíduos dessa atividade.

Além de ser Pró-Planeta, comprar uma peça usada de empresas com esse perfil é economicamente muito interessante, tendo em vista que são muito mais baratas do que as peças encontradas no mercado de reposição, ainda que a gente cote as de segunda linha. Não tem nada melhor que colocar uma peça original no seu carro que, mesmo sendo usada, tem procedência e garantia, e ainda por cima é mais em conta.

Eu visitei a Renova Ecopeças, empresa do Grupo Porto Seguro, que faz esse processo e tá aqui um videozinho de como tudo funciona pra vocês terem uma ideia.


Eu achei super legal! E vocês? Conversa comigo pelos comentários e não esquece de compartilhar a info com a galera toda! Até o próximo post, Coisos!

0

Dia Internacional da Mulher

Posted by Thais Roland on quinta-feira, março 08, 2018 in , , , , ,
O dia 8 de Março é marcante e nos faz lembrar de milhares de coisas, surgem inúmeras discussões a respeito da Mulher, de seus direitos, da História, a gente ganha presentes, flores, beijos, abraços, parabéns... Mas pra mim, Thais Roland, esse dia nunca foi tão mágico quanto hoje!

Ganhei um super presente pela manhã e compartilhei nas minhas redes sociais: foi o anúncio oficial de que agora sou colunista da Revista Auto Esporte e meu conteúdo começa a pintar por lá na próxima quarta-feira. Pra fazer o anúncio eles aproveitaram o Dia Internacional da Mulher e fizeram um perfil maravilhoso dessa pessoinha que voz fala escreve que vocês podem conferir nesse link AQUI.

Foto: Franco Amendola
Mas por que eu demorei o dia todo pra colocar um post no CMN falando sobre isso? Porque eu estava esperando o presente de vocês! :) Por causa da data especial Shell Helix me procurou pra fazer um vídeo com dicas espertas pra mulherada e o resultado ficou lindo! Então eu esperei receber o arquivo pra compartilhar nas redes sociais e........ colocar aqui, claro! :D

Você confere o vídeo aqui e é o presente de Shell Helix e meu para as nossas seguidoras mais especiais do mundo!!!!!



E quanto aos meninos... não precisam ficar chateados. Eu produzo material pra todo mundo aqui, independente de qualquer característica, mas como as garotas estão ganhando conteúdo especial no nosso dia, vou fazer um especial pra meninos também. Só preciso ter uma ideia legal. Ideia que, se vocês tiverem, podem sugerir, viu! :D Sempre! Afinal de contas, eu não canso de lembrar que os comentários são pra vocês conversarem comigo!

Milhares de beijos e até amanhã, Cois@s!

0

Uma buzinadinha de oi pode te causar mais transtornos do que você imagina

Posted by Thais Roland on sexta-feira, março 02, 2018 in , , , , , , , ,
Pois é! Sabe aquela buzinadinha que você dá pro amigo que passou na calçada ou então pra avisar que chegou em casa e alguém precisa vir abrir o portão pra você? Pode terminar em multa e pontinhos na CNH.


Usar a buzina é coisa séria e tem especificações bem rigorosas no Código de Trânsito Brasileiro. Quem conta as regras e as conseqüências do mau uso é o DETRAN. Mas eu também fiz um videozinho pra ajudar... ;)


Pra quem curte ler e entender a regulamentação é o artigo 41 do CTB que dita as condições de uso da buzina e apenas com um breve toque:

I - para fazer as advertências necessárias a fim de evitar acidentes;

     Aqui se enquadram as seguintes situações, por exemplo:

  • Alertar pedestre que atravessa fora da faixa que o veículo se aproxima;
  • Alertar motorista que está fazendo conversão ou mudando de faixa e não percebe que já tem outro veículo ocupando aquela faixa;
  • Alertar motoristas que tem animal atravessando a via;
  • Vindo em mão de sentido contrário, alertar os demais motoristas que existe algum perigo na via a frente, como árvore caída ou mesmo veículos parados envolvidos em acidentes, por exemplo. 

II - fora das áreas urbanas (estradas e rodovias), quando for conveniente advertir a um condutor que se tem o propósito de ultrapassá-lo.

Desta forma, ainda com informações do DETRAN, a buzina não deve ser usada para:

  • Cumprimentar alguém;
  • Para abrir espaço em corredores, no caso dos motociclistas;
  • Chamar a atenção de pedestre ou motorista para situações que não sejam a de evitar acidentes, como avisar que a porta do carro está aberta ou que o semáforo abriu;
  • Como comemoração de algum evento (vitória de time de futebol, por exemplo);
  • Chamar alguém para abrir o portão;
  • Forçar veículos a andarem mais rápido;
  • De forma prolongada e sucessiva a qualquer pretexto;
  • Em lugares sinalizados com a placa proibido buzinar;
  • Entre as 22h e 6h;
  • Utilizar buzina que produza sons contínuos ou intermitentes, assemelhado aos utilizados por veículos de socorro de incêndio e salvamento, de polícia, de operação e fiscalização de trânsito e ambulância.

Pra quem desrespeita as regras, as Penalidades sobre o uso indevido da buzina estão elencadas no artigo 277 do CTB.

Usar a buzina:

I - em situação que não a de simples toque breve como advertência ao pedestre ou a condutor de outros veículos.
II - prolongada e sucessivamente a qualquer pretexto
III - entre as vinte e duas e as seis horas
V - em locais e horários proibidos pela sinalização
V - em desacordo com os padrões e frequências estabelecidas pelo Contran.

Todas essas atitudes são consideradas infrações de natureza leve, punida com multa de R$ 88,38 e três pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Ele esclarecem ainda que esses tipos de infrações são fiscalizados pelos órgãos de trânsito municipais, ligados às prefeituras, e pelos órgãos rodoviários e que o Detran.SP não tem competência para autuar pelo uso indevido de buzina.

Portanto, fique ligado em como usa a buzina do seu carro e controle a respiração, treine o vocabulário de ofensas (com as janelas fechadas), mas nada de tentar empurrar o botão da buzina pra dentro do volante! hahaha

Não esquece de compartilhar a dica com a galera e usar os comentários pra falar comigo! E até o próximo post, Coisos!


0

Como saber se está na hora de trocas as pastilhas de freio do seu carro

Posted by Thais Roland on sexta-feira, fevereiro 23, 2018 in , , , ,
Respeitar os períodos de revisão que constam no Manual do Proprietário do seu carro é mais que importante e eu vivo dizendo isso por aqui, mas minha função vai além de convencer vocês a ler o raio do manual. Hahaha. Então hoje o assunto é pastilhas de freios e vamos discutir alguns assuntos relacionados a esse tópico. E como é um post de dicas, ele vem, mais uma vez, acompanhado de um vídeo da série Km de Dicas pra vocês aprenderem direitinho a cuidar do possante de vocês.


Sempre pegando como exemplo os sistemas que equipam a maior parte dos carros, os sistemas de freio são hidráulicos e quando pisamos no pedal para parar ou desacelerar o carro o que acontece é que uma haste empurra um pistão no cilindro mestre.........

Não... péra... Eu não tô falando com mecânicos, então vamos manter a coisa simples, certo? Hahaha

Quando a gente pisa no pedal do freio, o sistema hidráulico é acionado para empurrar as pastilhas contra o disco de freio. O atrito entre essas duas peças faz com que o carro comece a perder velocidade até parar, se assim desejarmos.

Grande parte dos carros populares, no Brasil, ainda contam com sistema de freios a disco nas rodas dianteiras e a tambor nas rodas traseiras. Então temos:

  • o pedal de freio
  • o cilindro mestre
  • o reservatório de fluido
  • o fluido (ou óleo) de freio
  • o sistema de canos
  • nas rodas dianteiras
    • os discos de freio (sólidos ou ventilados)
    • as pinças
    • as pastilhas
  • nas rodas traseiras
    • o tambor de freio
    • as sapatas
    • as lonas de freio

No sistema de freios a disco o componente que mais desgasta são as pastilhas e no sistema a tambor, são as lonas. Entretanto, o disco e o tambor também sofrem desgaste e precisam de verificação periódica e eventual substituição, ainda que com menor freqüência.


Sobre o fluido de freio temos duas observações importantes. A primeira é que o nível só abaixa por desgaste natural dos componentes ou por vazamento, o que significa que o fluido jamais deve ser completado no posto de gasolina, em casa ou qualquer outra situação. No caso de um vazamento, este deve ser sanado e o fluido deve ser substituído, o sistema deve ser sangrado e tudo mais. No caso de desgaste dos componentes, assim que estes são substituídos, o nível do fluido volta ao normal. O manual do carro também recomenda a substituição periódica do fluido (em geral uma vez por ano) que deve ser realizada mesmo que o carro não apresente nenhum comportamento anormal. Essa é uma manutenção preventiva!

A segunda observação importante é com relação ao tipo de fluido que se deve usar no sistema. O DOT (tipo do óleo) vem especificado no manual e deve ser obedecido. Tem uma galera que gosta de colocar no carro as novidades do mercado, aí o manual diz pra você usar DOT 4, você vai até a autopeça e vê que saiu um fluido DOT 5, que é mais atual, tem mais tecnologia e bla bla bla e resolve colocar no seu carro... NÃO FAÇA! Esse tipo de decisão pode causar danos seríssimos ao sistema do seu carro e o prejuízo vai ser grandãozão! Não invente moda!

Sobre as pastilhas, para saber quando está na hora de trocá-las a gente precisa dar uma olhadinha nelas. Alguns carros têm desenhos de rodas que permite que a gente enxergue as pastilhas por entre os vãos, mas o legal mesmo é tirar as rodas e olhar pra elas e para o disco com mais atenção. (Se você não sabe como tirar a roda do carro, dá uma olhadinha no vídeo do Km de Dicas sobre Troca de Pneu).

Aqui temos a foto de uma pastilha de freio nova. A parte mais larga é o material de desgaste e a parte mais estreitinha é a carcaça dela.


Aqui temos a foto de uma pastilha que já chegou no período de troca. Percebam que a altura do material de desgaste está quase igual à da carcaça.


E esta é uma pastilha de freio que foi usada até além do limite. Neste ponto, motorista e passageiros já correm risco de sofrer um acidente por ineficiência dos freios.


Cada roda do seu carro tem um disco de freio e duas pastilhas, uma de cada lado do disco. Na foto abaixo podemos ver uma delas, instalada na pinça de freio.


O disco de freio, como eu comentei acima, também sofre desgaste e começa a apresentar um degrau na borda. O mais comum é termos que substituir o disco de freio a cada duas trocas de pastilhas, mas é necessário medir a espessura do disco e conferir com os limites determinados pela montadora para saber se é o momento de trocar ou não. (E se o mecânico "medir" o seu disco com um paquímetro de plástico, peça que ele remonte as rodas no seu carro e procure outra oficina, pelamordedeus)

Quando a gente troca as pastilhas de freio, mas não troca o disco ainda, é normal que a eficiência das primeiras frenagens seja menor e também é normal ouvir barulho. Isso acontece porque as pastilhas novas estão assentando no disco antigo. Algumas oficinas têm o hábito de "dar uma quebradinha" nas bordas das pastilhas novas pra evitar o assobio, mas eu prefiro orientar sobre o comportamento dos componentes. Desgastar os cantos das pastilhas, além de fazê-las perder a garantia, tira material de atrito e diminui a área de contato com o disco, ainda que durante apenas algumas frenagens.

Outro detalhe importante na hora de fazer manutenção nos freios é escolher uma boa pastilha. Como explica, Vinicius Maran, da Bosch, "quanto mais “dura” a pastilha, maior é o desgaste dos discos.  Além disso, o desgaste do sistema de freios está ligado ao quanto ele será utilizado e o quão severa será essa solicitação. Estradas em mau estado de conservação exigirão mais a utilização do freio, afetando assim a durabilidade do sistema. O anda e para que acontece nas situações de trânsito da cidade também influência nesse quesito, pois os freios são muito exigidos nesses momentos. Adicionalmente, o peso e utilização do veículo em questão também são fatores primordiais em relação a durabilidade dos componentes de freios."

Ainda com informações da Bosch, a escolha da pastilha também tem impacto na eficiência dos freios, na economia (levando em conta o desgaste do conjunto) e o meio ambiente. Grande parte das pastilhas de freio ainda contém cobre, que é eliminado no ar e nas ruas conforme o desgaste e prejudica o meio ambiente, então, na hora de comprar as novas pastilhas, faça uma pesquisa pra saber quais usam menos ou nenhum cobre na composição e ajude os bebês-foca a sobreviverem! :)
Tem carro que facilita a nossa vida e dá alertas sobre o momento de checar o sistema de freios, mas se seu carro não tem esses recursos bacanudos, calce suas luvinhas e mãos a obra! Verifique as condições dos freios do seu carro e compartilha as informações com seus amigos! Assim todo mundo fica ligado na manutenção preventiva dos possantes!

Não esquece que o espaço pra comentários é todo de vocês e conversem comigo! Beijokas e até o próximo post, Coisos!

0

Aprender sobre motores pode ser muito divertido!

Posted by Thais Roland on terça-feira, fevereiro 20, 2018 in , , , , , , , , , , ,
Este post é uma convocação para todos os seguidores do CMN! Faz tempo que quero oferecer um curso de motores bem bacana e agora a oportunidade caiu no meu colo! Queridos Coisos, preparem esses coraçõezinhos pras coisas que eu vou contar!


Preparamos o curso "Motor Ciclo Otto com Ênfase no Motor Ford 302" V8 (Ford Maverick)" que tem por objetivo o desenvolvimento das competências necessárias à compreensão do funcionamento do motor ciclo Otto, ao procedimento de desmontagem, inspeção dos componentes, realização do controle dimensional e montagem do motor ciclo Otto Ford 302” V8, isso de acordo com normas técnicas, ambientais, de qualidade, saúde e segurança no trabalho, buscando atender as necessidades e expectativas dos clientes e a rentabilidade do negócio.


O curso é teórico e prático onde a primeira parte se aplica a qualquer motor de Ciclo Otto (a maior parte dos motores que equipam os carros de passeio) e a segunda parte é desenvolvida em cima de um motor Ford 302" que vocês já viram aparecendo nas minhas redes sociais. Quando comprei o Damien ele veio com um 4 cilindros, mas encontramos a plaqueta de identificação dele e descobrimos que saiu de fábrica com um V8. O motor usado nas aulas é o futuro coração do Damião! Sim! Quem fizer o curso comigo terá a oportunidade de sujar as mãos, não em qualquer V8, mas no V8 do Filho do Demônio! :D

O curso terá duração de 60 horas e acontecerá de segunda a sexta, das 19h às 22h. A previsão de início da turma é dia 19 de março deste ano e vocês vão estudar na Escola Técnica Automotiva, na Av. Cruzeiro do Sul, 118/126, que fica a 900m da estação Armênia do Metro. O conteúdo abordado será:

- Breve história do motor de ciclo Otto
- Motor de combustão interna ciclo Otto
- Componentes
- Bloco de cilindros
- Árvore de manivelas
- Casquilhos
- Pistões, Anéis e Biela
- Cabeçote
- Comando de válvulas
- Tuchos, varetas e balancins
- Válvulas
- Volante
- Distribuição e sincronismo de funcionamento
- Dimensões e desempenho
- Cilindrada
- Taxa de Compressão
- Torque
- Potência
- Curva de Desempenho
- Sistema de alimentação de ar e combustível
- Sistema de ignição
- Sistema de escapamento
- Sistema de lubrificação
- Sistema de arrefecimento
- Distribuição e sincronismo de funcionamento
- O motor ciclo Otto Ford 302
- Procedimento de desmontagem
- Inspeção dos componentes
- Instrumentos de medição
- Paquímetro
- Micrômetro
- Relógio comparador
- Calibre de laminas
- Torquímetro
- Controle dimensional
- Procedimento de montagem
- Literatura técnica
- Ferramentas e equipamentos
- Organização, limpeza e segurança no local de trabalho

O curso será ministrado por mim, mas eu prometo que vou controlar o ciúmes do motor e deixar vocês mexerem nele, sem interferir (muito)! Hahaha

Esta é apenas a primeira parceria entre o Coisa de Meninos Nada e a ETA, então aguardem, que vem muito mais coisas por aí, viu! Para mais informações sobre o curso e para se inscreverem entrem em contato com a ETA pelos meios abaixo:

Tel. (11) 2613-3146 ou 2613-3147

WhatsApp (11) 93803-398

http://www.escolatecnicaautomotiva.com.br - Aproveitem para conhecer um pouco melhor a escola

E-mail: eta@escolatecnicaautomotiva.com.br

http://fb.com/EscolaTecnicaAutomotiva

E é isso! Espero vocês, meninos e MENINAAAAAS para nos divertirmos juntos nesse curso! Avisem ozamigo tudo e garanta a sua vaga nessa tchurma!

Beijos da Thais!!!

0

Você sabe trocar o pneu do seu carro?

Posted by Thais Roland on sexta-feira, fevereiro 16, 2018 in , , , , , , , , , , ,

Imagine-se à noite, numa estrada deserta, debaixo de chuva, com as crianças chorando no banco traseiro, sem sinal do celular e com dois olhos vermelhos brilhantes te observando por detrás de um arbusto, prá lá do acostamento quando, de repente, o pneu do seu carro fura! O que você faz?

É... em geral a recomendação pra um pneu furado é ligar pro seguro e pronto, mas tem horas que isso não é uma opção e você vai ter que se virar. Por isso, não importa quanta tecnologia seu carro tem, você precisa saber trocar um pneu. Eu torço pra que nunca precise usar esses conhecimentos, mas eles precisam ser adquiridos.

Então, como já é de costume no Km de Dicas, tem aqui o post pra quem gosta de ler e lá no final tem o vídeo pra quem gosta de assistir a dica.

Trocar pneu é fácil, mas é sujo e algumas coisas podem dificultar sua vida, então vamos às dicas.

A primeira coisa a fazer é puxar o freio de mão e engatar uma marcha. Isso dá segurança à quem vai fazer a substituição da roda. Se for possível, tente também parar em um lugar plano e com o piso firme.

Depois disso, localize onde estão o estepe, o triângulo de segurança, o macaco e a chave de roda. O Manual do Proprietário sempre tem essas informações, por isso, deve viajar no porta luvas, sempre com você.

Posicionar o triângulo de segurança é muito importante e existe algumas regras pra isso. Você as encontra neste link aqui http://portaldotransito.com.br/noticias/voce-sabe-quando-e-como-usar-o-triangulo-de-sinalizacao-o-portal-explica . A distância mínima é de 30m da traseira do carro.

Depois da via sinalizada você vai posicionar o macaco no carro seguindo a indicação na lataria. É uma setinha na parte de baixo do carro que indica onde você deve encaixar o macaco. Isso também está no Manual do Proprietário. Quando encaixar a ferramenta no lugar certo, apenas apóie o carro, mas ainda não suba. Antes disso é necessário afrouxar os parafusos.

Uma dica legal é usar uma chave de roda prolongável. Você encontra em qualquer loja de auto-peças e ela quebra um galhão. A chave prolongável é maior que a original e quando você a prolonga fica ainda maior. Isso é muito legal porque permite que você faça menos força na hora de soltar os parafusos e de prendê-los novamente.

Com o carro apoiado, remova a calota, se houver, e tire o aperto de todos os parafusos. Tirar o aperto significa soltá-los apenas para que fiquem livres, mas ainda não se deve desrosqueá-los até o fim.

Agora podemos levantar o carro o suficiente para a roda sair do chão e mais um pouquinho, esse "pouquinho" é porque o pneu furado fica murcho e logo sai do chão quando subimos o macaco, mas o estepe, que está cheio, pode não ter espaço para entrar no lugar.

Com o carro no alto podemos terminar de tirar os parafusos (com a mão mesmo ou com a ajuda da chave de roda) e remover o pneu furado. Cuidado para não se machucar quando soltar o último parafuso! Já tenha a roda segurada pela outra mão nesse momento.

Hora de colocar o estepe no lugar (que eu espero que vocês já tenham aprendido a calibrar toda semana, junto com os outros pneus, né?). Novamente, preste bastante atenção para não esmagar os dedos em lugar nenhum. Traga o estepe para perto do carro, encaixe no lugar e alinhe os furos dos parafusos. Coloque os parafusos com a mão para ter a certeza de que as roscas entraram direitinho em seus lugares e você não corre o risco de espanar nenhuma delas. Encoste os parafusos todos na mão, até sentir que a roda já parece presa. Se precisar da chave de roda pra dar um leve aperto, pode usar também.

O aperto final é dado com o carro no chão, então depois de encostar os parafusos, desça o carro do macaco e aperte os parafusos com a chave de roda, sempre em cruz, ou seja, aperte os parafusos opostos um do outro para garantir que a roda encosta corretamente no seu lugar.

E pronto! Agora é só recolher tudo: colocar o pneu furado no lugar do estepe, guardar as ferramentas e a calota (não vai esquecer dela! nem do triângulo de segurança!) e ir direto pro borracheiro pra consertar o pneu!

Um detalhe importante pra ressaltar aqui é a forma de utilizar a chave de roda. Em geral, quando fazemos algum serviço na oficina, puxamos a ferramenta na hora de soltar ou apertar parafusos. No vídeo, vocês vão notar que eu empurro a ferramenta e recomendo que vocês usem o peso do corpo para ajudar a fazer força. Isso é bacana pra diminuir seu esforço, mas é preciso prestar bastante atenção pra não se machucar. Confira sempre se a chave está bem encaixada e não deixa os dedos marcando touca na hora de empurrar. Eu não recomendo também que suba em cima da chave pra pular nela e fazer mais força, se ela escapar ou se seu sapato escorregar pode se machucar bem feio.

Outra dica legal e sempre ter um parzinho de luvas, uma lanterna e um jaleco no carro, junto com as ferramentas. Não atrapalha em nada e te mantém limpo na hora de trocar o pneu ou mexer em qualquer outra coisa no carro.

Agora é com vocês! Não deixem de compartilhar a dica com a galera e deixar nos comentários as sugestões, os causos e tudo mais! E até a próxima, Coisos!


0

CMN rumo aos 10 anos!

Posted by Thais Roland on sexta-feira, fevereiro 09, 2018 in , , , , , , , , ,

Pois é, pessoinhas! Esse ano o CMN completa 10 anos! Nem dá pra acreditar em quanta coisa rolou e onde estamos agora!

Não sei se vocês sabem/lembram, mas o CMN nasceu no Salão do Automóvel de 2008, depois de eu passar um dia maravilhoso lá dentro, me segurando pra não lamber os carros, uma luzinha me acendeu em cima da cabeça e decidi criar um blog pra falar sobre os carro que eu gostava, sobre as músicas que eu curtia e sobre o que mais me desse na telha, sem nenhuma pretensão.

Este foi o primeiro post do blog!

Post de estréia

Fui lá agora pegar o link e aproveitei pra reler ele e os comentários super maravilhosos dos meus amigos! ❤️

Quando o blog completou um ano eu fiz um lancezinho pra dar um presente pros leitores e acabei ganhando eu um presentão! O post foi esse aqui:

1 ano de Coisa de Meninos Nada

E quem ganhou foi a Bel, que se tornou uma das minhas melhores amigas, que me acompanha até hoje! ❤️  Choro de lembrar! Amor demais envolvido!

E o presente vai para...

A coisa ficou tão divertida que eu me empolguei e comecei a fazer vídeos também! Até hoje, o mais acessado é esse aqui, desmontando um cadeado de segredo! Hahaha

Desmontar também é coisa de menina

Daí aconteceu uma coisa maravilhosa! O Grupo Carrera, da Chevrolet, deu um curso de mecânica básica para mulheres em uma das unidades deles e eu fiquei sabendo. Foi meu primeiro contato sério mesmo com mecânica e eu senti uma coisa indescritível naquele dia. Fiquei encantada, maravilhada, saí de lá feliz da vida e guardei aquele sentimento no meu coraçãozinho!

Curso de Mecânica

Mega legal também foi fazer a série Meninas que Detonam, que começou com minha amiga Renata Suescun e contou até com uma entrevista com a Bia Figueiredo!

Meninas que Detonam - Beatriz Figueiredo

O relacionamento do CMN com o Salão do Automóvel sempre se manteve de alguma forma. Em 2010 eu participei de um concurso cultural da Audi e acabei ganhando! Por causa disso, visitei o Salão como convidada deles e foi super bacana!

Audi Gift Day
Salão do Automóvel 2010 - Audi Gift Day


Em 2011 a reviravolta começou! Por indicação da minha querida amiga Liana eu fui ao Senai para ver qualéqueera a do curso de Manutenção Automotiva. Fiz a prova de seleção e passei! Era só pra ser um hobby, uma aproximação da minha paixão por carros e era isso que eu previa no post em que comentei sobre a volta aos estudos.

Thais Cheia de Graxa

Eu devia ter sacado que isso ia mudar a minha vida por causa da empolgação nos posts relacionados a esse assunto! hahaha

E já comecei a aprender porcarias
Primeira aula na oficina
Como andam as coisas
Senai casa aberta
Na trilha da graxa
Me encontrando no Senai
Funilaria e Pintura é o que há
No caminho certo
A beleza da engenharia

Quando, finalmente, fui demitida da última empresa de tecnologia onde trabalhei, dei mais um passo importante! Consegui meu primeiro estágio em uma oficina. Não tenho palavras pra descrever a gratidão que sinto pelos professores Marcelino e Fabio, que me deram essa oportunidade!

Mais um passo

A vida na oficina era tão encantadora que me empolguei a fazer vídeos novamente!

Carroriosidades - Limpeza de Bicos Injetores

E o que quase ninguém sabia é que outra coisa importante estava rolando nos bastidores da minha vida. Eu estava negociando a compra do meu Maverick. Quando deu certo eu iniciei o Projeto Damien, que rola até hoje e me casei com esse carro!

Projeto Damien

E, é óbvio, eu não tinha mais a menor condição de voltar pra dentro de um escritório vestindo uma roupa social e sapato! Minha vida se tornou suja, cheirava a gasolina e o sorriso não me saia da cara! 😃

Foi nessa época que rolou o Projeto Deixa que Eu Faço, que foi super legal e me fez entrar definitivamente no mundo dos vídeos de dicas automotivas. Era o máximo fazer aquilo com o Leo!


A coisa toda foi dando tão certo que o reconhecimento foi chegando e até na mídia eu apareci algumas vezes. Nesse post aqui tem uma listinha de matérias e depois apareci também no UOL e no canal VIX Mulher!

Fazer o que você ama é Espetacular
Estilo UOL
AutoEstradas UOL
Carros UOL
VIX Mulher - Mitsubishi

As atividades automotivas da minha vida foram intensas! Depois da oficina do Fabio eu trabalhei para o Autoshow Collection, depois fui pra oficina Garagem São Paulo, do Edu, na Barra Funda, depois me envolvi com carros antigos e comecei a trabalhar com restauração e com aulas de mecânica, sem contar os vídeos de dicas e os workshops de manutenção preventiva! Me enfiei de cabeça nisso tudo! Foi maravilhoso!

E o Salão do Automóvel ali! Sempre de namoro comigo e eu com ele! Em 2016 eles me convidaram pra fazer uma websérie que foi magnífica! Foi onde conheci do Tomitão e a Vanessa, duas pessoas maravilhosas! Almas gêmeas comigo! :D


No ano passado iniciei uma playlist com o andamento da restauração do Damien e retomei, com toda força, as atividades do blog, inclusive com os vídeos e venho trabalhando nisso cada vez mais! O que vale uma visita nas nossas redes sociais e no canal do Youtube também. ;)


Em agosto do ano passado o CMN virou uma empresa! :D Agora é minha profissão ajudar as pessoas e informá-las sobre como cuidar de seus carros! E isso é o o-concur da realização profissional! Cheguei onde eu queria e as parcerias que estou fazendo mostram, cada vez mais, que estou no caminho certo, contando, hoje, com apoio de empresas como a Bosch, a Fiat, a Porto Seguro, a Toyota e várias outras que me fornecem informações importantíssimas para os conteúdos do CMN.


Agora não dá mais pra parar! Levo meus workshops para quem quiser, onde me chamarem, por esse mundão todo de deus e sinto uma satisfação imensa em também tocar os posts e os vídeos pra orientar a galera, ainda mais agora que vocês começaram a mandar dúvidas, sugestões e talz, mais do que nunca, o CMN virou NOSSO! :D

Só tenho a agradecer e prometer uma comemoração bacana pro aniversário do CMN em outubro! Aguardem, porque eu quero todo mundo fazendo festa comigo esse ano! 10 anos não é moleza não! :D

Beijokas, Coisos! Eu amo todos vocês!

E não deixem de acompanhar a gente no Facebook e no Instagram também! Muak!

0

Fim de férias e o carro cheio de areia. O que fazer?

Posted by Thais Roland on sexta-feira, fevereiro 02, 2018 in , , , ,
Você é desses que vai pra praia e só lembra de passar o protetor solar no segundo dia, porque já tá igual ao Patrick Estrela e não consegue nem respirar sem sentir a pele arder? Ram... Então vamos falar do seu carro, porque das queimaduras você já vai se livrar até voltar pra casa.


Os carros mais novos recebem tratamentos cada vez melhores e mais eficientes contra a corrosão das partes metálicas e muitas coisas são substituídas por peças de outros materiais (plástico, em sua maioria) também com a intenção de manter o bichinho da ferrugem longe do seu possante, mas alguns cuidados ainda são necessários.

A maresia é um veneno pro seu carro e o alerta vermelho deve ser aceso se você deu uma daquelas raladinhas que risca a tinta e chega até a lata. Não precisa ficar passando Mercúrio nos machucados do “tomóvi”, mas precisa dar um belo banho nele quando terminar as férias e voltar pra casa.

Um belo banho mesmo! Desses de lavar até o motor, mas é aqui que quem entra em pânico sou eu! Então vamos fazer direito e explicar a limpeza do motor, da suspensão, do interior... tudo por partes, como Jack gosta.

Pra lavar o exterior, tudo normal: aquele lava-rápido que você gosta vai dar a devida atenção usando o shampoozinho com cera que você curte, tudo direitinho.


No interior, aspirador de pó com carinho. O lava-rápido também dá aquele trato, mas na volta da praia tem que ter um cuidadinho redobrado, já que uma areinha ou outra entra no carro e se ficar perdida por lá vira aquela catinga de peixe morto que ninguém agüenta. Tapetinhos pra fora e aspirador com aquela pontinha pros cantinhos. Se você não acha que o lavador vai dar a devida atenção faz você mesmo, com os filhos, no fim de semana, como se fazia “naquele tempo” e transforme isso numa diversão!

Não use produtos a base de silicone nas peças plásticas. Eles são facas de dois “legumes”. A peça fica LINDA na hora que passa aquela gosminha, mas depois a gosminha não sai nunca mais na vida! Além disso, alguns produtos que a galera passa no painel aquecem e evaporam melecando o parabrisa por dentro e aí, minha cara pessoinha... HAJA pra tirar aquilo de lá!
Pneus não precisam de “pretinho”. Lembra que dali meia hora cê vai ralar a roda na guia de novo e vai emputecer com o universo todo por causa disso e lá se vai o brilho do pneu. Mas mesmo que você não tente fazer uma descolada faixa-branca no pobre coitado, o pneu é o único ponto de contato do carro com o chão então ele vai ficar sujo SEMPRE. Deixa ele, mano! Limpa, mas sem paranóia.

Agora o alerta começa a aumentar... vamos falar sobre a parte de baixo do carro. É super ok lavar o carro por baixo com aquelas máquinas de alta pressão. Ali tudo é vedadinho e não tem nenhum problema bater água com força. Mas usa só água e, no máximo, sabão. Nada de produtos químicos pra limpar. Minha preocupação maior é o tal do “Limpa-Baú”. Esse produto é extremamente agressivo e a galera adora usar. Quando a gente resgata um carro antigo que passou tipo 20 anos abandonado num quintal a gente usa o limpa-baú pra lavar toda a parte de baixo do carro e o motor, mas sabe o que acontece? O treco arranca até tinta.

Num carro antigo, que vai ser restaurado de cabo a rabo não tem problema nenhum. Tudo o que o produto remover ou estragar será mesmo substituído, mas no seu carro novinho não! Ele pode estragar borrachas, mangueiras e mais um montão de coisas na parte de baixo do seu carro e você só vai receber a conta da oficina na próxima revisão.


Aí a gente chega no motor e, PELAMORDEDEUS, não deixa o lavador nem passar perto do motor do seu carro com a latinha de limpa-baú na mão! Até pra usar a máquina de alta pressão de água no motor tem que ter cautela. Tem carro que tem o módulo no cofre do motor, carro que tem caixa de fusível, um monte de coisa que não pode molhar. Sempre que tem alguma coisa desse tipo no motor ele já vem com proteções pra não entrar água, porque ali entra mesmo água de chuva e talz, mas eles não estão preparados pra receber um super jato mega forte de água e muito menos um produto químico altamente corrosivo! Ali é trabalho de paciência mesmo: jogar água, ir limpando tudo com um paninho (que não solte aquele monte de fiapos), uma gasolininha ou um querosene em algumas partes pra limpar a graxa, mas tudo com muito cuidado e atenção.

Isso tudo é importante de verdade quando a gente volta do litoral, uma atenção que só vai fazer bem pro seu carro e pro seu bolso, evitando que partes apodreçam e precisem de substituição. Mas tem que ter todo esse cuidado mesmo. Não pode ser serviço feito de qualquer jeito não.

Deixa aí nos comentários a sua opinião, as suas sugestões, conta seu causo ou desce a lenha, mas conta o que você tá achando das dicas e não esquece de compartilhar com a galera. Até a próxima, Coisos! Super beijo!

Obs.: Agora que leram o post todo, podem assistir o vídeo também. ;P


0

O Coisa de Meninos Nada está com um Toyota Prius!

Posted by Thais Roland on quinta-feira, janeiro 04, 2018 in , , , ,
Sim! Estamos com um Toyota Prius até o dia 10 e vocês podem acompanhar o teste do carro e os comentários nas redes sociais do CMN!


Além disso, temos uma novidade!!!! Traçamos um percurso pra testar o carro e nossa localização será compartilhada nas redes sociais, pra quem estiver pelo caminho encontrar a gente e dar uma xeretadinha no carro. Que tal?

Corram lá então no Instagram e no Facebook e fiquem de olho!!!

http://instagram.com/thaisfr
http://fb.com/coisabook

Copyright © 2009 Coisa de Meninos Nada All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.